17/05/2018 as 15:58

Pesquisa

Nível de desemprego em Sergipe é o maior desde 2012

Taxa de desemprego atingiu 17,1% dos sergipanos no primeiro trimestre de 2018.


A taxa de desemprego cresceu 3,6 pontos percentuais entre o último trimestre de 2017 e o primeiro trimestre de 2018. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira, 17, através da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PENAD-C) para os meses de janeiro a março de 2018, realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

 

No primeiro trimestre de 2018, o desemprego atingiu 17,1% dos sergipanos, em 2017, no mesmo período, 16,1% da população no estado estava desocupada. Numericamente falando, o valor de 2018 é o mais alto da série histórica da PNAD-C, que teve início no primeiro trimestre de 2012. A taxa de desemprego hoje é quase duas vezes maior do que a registrada no primeiro e terceiro trimestres de 2015, quando o indicador registrou o valor mais baixo da série histórica (8,6% nos dois casos).

 

 

Neste período de 2018, Sergipe ficou entre os cinco estados com maior percentual de população desempregada. Os outros quatro estados são Amapá (21,5%), Bahia (17,9%), Alagoas (17,7%) e Pernambuco (17,7%). Santa Catarina foi o estado que registrou a menor taxa de desemprego (6,5%). Entre as Regiões Metropolitanas, a região de Aracaju (19,8%) está entre as três regiões com as maiores taxas, atrás apenas da RM de Macapá (20,3%) e da Grande São Luís (20,1%).

 

Este nível de desemprego no estado também interrompe uma série de três trimestres consecutivos de queda no desemprego, já que a taxa vinha caindo desde a passagem do primeiro para o segundo trimestre do ano passado.