12/06/2018 as 16:24

Cidades

Defesa Civil vistoria prédio do antigo Hotel Palace e faz recomendações

Parecer deverá ser encaminhado ao Ministério Público para determinar ações a serem realizadas, como a interdição total ou parcial.


Defesa Civil vistoria prédio do antigo Hotel Palace e faz recomendaçõesFoto: André Moreira/Equipe JC

Por determinação do Tribunal de Justiça de Sergipe (TJ/SE), a Defesa Civil do Estado realizou, na manhã desta terça-feira (12), uma vistoria no prédio do antigo Hotel Palace, situado no Centro de Aracaju. A ação de interdição foi provisoriamente suspensa por decisão da Justiça que acatou o pleito dos comerciantes do prédio, autorizando sua permanência no local por mais 30 dias, sendo que só poderão comercializar aqueles que tiverem com atestado de regularidade expedido pelo Corpo de Bombeiros.

A desocupação estava prevista para o dia 14 e, agora, os responsáveis pelo prédio também devem seguir recomendações para resolver problemáticas que oferecem risco de incêndio. A Defesa Civil foi ao local vistoriar para elaborar parecer técnico acerca das ações que podem ser adotadas para eliminar possíveis riscos na estrutura do Palace, sobretudo no que se refere a riscos de incêndio.

Assim, a Defesa Civil recomendou a desocupação total de pessoas e materiais combustíveis nos pavimentos superiores da edificação; escoramento da laje de cobertura do último pavimento da torre do hotel; retirada de esquadrias de fachada que apresentem risco de desplacamento e a colocação de bandeja de proteção em todo o perímetro da edificação, inclusive na área do vão central descoberto, na altura da laje de cobertura do pavimento térreo.

De acordo com o secretário executivo da Defesa Civil Estadual, Major Luciano Queiroz, será feito um planejamento para melhor acompanhamento das medidas que devem ser executadas. “Depois vamos encaminhar relatórios tanto para o Ministério Público como para a 12ª Comarca, que havia solicitado a interdição total. Diante do nosso relatório, será dito se haverá interdição total ou parcial”, explicou.