13/09/2018 as 13:47

Aracaju

Revisão do PDDU segue discutindo temas relevantes

Para facilitar a elaboração da minuta, os técnicos de vários órgãos da Prefeitura de Aracaju se reúnem pelo menos duas vezes na semana e debatem vários temas relevantes e necessários neste processo e revisão do Plano.


O compromisso em realizar estudos interdisciplinares e levantamento de dados que possibilitem a construção de um documento bem elaborado e que, finalmente, resulte em um novo Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano de Aracaju (PDDU) para a capital sergipana. Para facilitar a elaboração da minuta, os técnicos de vários órgãos da Prefeitura de Aracaju se reúnem pelo menos duas vezes na semana e debatem vários temas relevantes e necessários neste processo e revisão do Plano.

No cronograma de encontros das Comissões Temáticas é estabelecido uma reunião para analisar determinado assunto e outra posterior para que os membros possam trazer propostas. A dinâmica tem sido bastante produtiva e todos os temas previstas para serem revisados entram na pauta: mobilidade urbana, meio ambiente, uso e ocupação do solo, instrumentos de políticas urbanas, patrimônio histórico e cultural, habitação de interesse social.

Nos últimos dias os técnicos se debruçam sobre propostas referentes às Áreas de Interesse Urbanísticos (AIU), ou seja, trata-se de áreas destinadas a projetos específicos de estruturação e revitalização de locais já habitados em processo de ocupação.

De acordo com secretário municipal da Infraestrutura e presidente da Empresa Municipal de Obras e Urbanização (Emurb) Sérgio Ferrari, as análises sobre áreas de interesse urbanístico é central para a revisão do Plano Diretor. "É de suma importância que o novo Plano Diretor da cidade contemple uma atualização neste quesito que pode ser a diferença entre permitir o progresso sustentável da capital ou travar a modernidade estrutural. Mas, neste processo, devem sempre coexistir responsabilidade social e ambiental com desenvolvimento econômico e urbano", destaca Ferrari.