09/11/2018 as 15:14

'CAVALO DE TROIA'

Sergipano é morto durante operação policial em Alagoas

Grupo com mais 10 pessoas esteve envolvido em ações criminosas nos estados de Alagoas, Maranhão, Pará, Pernambuco e Paraíba


Sergipano é morto durante operação policial em AlagoasFoto: Divulgação

Onze integrantes de uma quadrilha de assaltos a bancos foram mortos após confronto com policiais na Operação Cavalo de Troia, realizada na quinta-feira, 8, na zona rural de Santana do Ipanema, no sertão alagoano. O grupo esteve envolvido em ações criminosas nos estados de Alagoas, Maranhão, Pará, Pernambuco e Paraíba. Eles também participaram na explosão de um caixa eletrônico em um shopping em Campina Grande, na Paraíba.

De acordo com a Polícia, oito integrantes da quadrilha já foram identificados e cinco já tiveram seus nomes revelados: Adeildo de Souza Timóteo, 23 anos, de Aracaju (SE); Adjane da Silva, 30 anos, natural de Santana do Ipanema (AL); Evandro de Paula Lima Silva, 34 anos, natural de Minador do Negrão (AL); Carlos Alberto de Lima, 30 anos, natural de Arapiraca (AL); e André Luiz de Morais Lima, 30 anos, natural de Serra Talhada (PE). Este último seria um dos líderes do grupo e forneceria armamentos e explosivos para as ações.

Os assaltantes estavam reunidos em uma casa e, possivelmente, iriam dividir o dinheiro do assalto à agência do Bradesco ocorrido em Águas Belas, em Pernambuco, na madrugada de quinta.

Segundo o delegado Thiago Prado, a quadrilha já estava sendo acompanhada há meses. “Sabíamos o poder bélico deles, então agimos com muita cautela para que nenhum policial fosse ferido”.

Prado justificou ainda o nome dado à Operação Cavalo de Troia. “O nome da operação se deu porque a polícia conseguiu chegar no imóvel de modo discreto. Era uma casa distante cerca de um quilômetro da estrada e poderia haver algum ‘olheiro’, mas fizemos um cerco perfeito”, explicou.