13/05/2019 as 16:10

SAÚDE

Huse registra 28 atendimentos a vítimas de acidentes motociclísticos

Atendimentos entre clínicos, cirúrgicos, pediátricos, administração de medicamentos e ortopédicos foram alguns dos serviços mais procurados pela maioria da população


Huse registra 28 atendimentos a vítimas de acidentes motociclísticosFoto: SES

Um dos principais objetivos dos profissionais que atuam no Pronto Socorro do Hospital de Urgência de Sergipe (Huse) é garantir um atendimento de qualidade a um maior número de pacientes. Somente neste final de semana (10 a 12 de maio) foram registrados na unidade 448 atendimentos a usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), distribuídos nos mais diversos setores do hospital, de acordo com a classificação de risco. Desse total, 116 continuaram internados ou em observação.

Atendimentos entre clínicos, cirúrgicos, pediátricos, administração de medicamentos e ortopédicos foram alguns dos serviços mais procurados pela maioria da população. Os casos mais comuns são os acidentes motociclísticos que continuam liderando as estatísticas do hospital e que neste final de semana somaram 28 atendimentos, às vítimas de acidente automobilístico registraram quatro atendimentos. Já as vítimas de arma branca e arma de fogo totalizaram 10 atendimentos.

Na Área Azul adulto do hospital, mais uma vez um aumento significativo no número de atendimentos, 178 pessoas foram registradas com sintomas de baixa complexidade. As salas de sutura e a ortopedia do Pronto Socorro também ficaram muito movimentadas durante esse período, 187 atendimentos registrados.

Já o Hospital Pediátrico Dr. José Machado de Souza, localizado no Huse, registrou 71 atendimentos aos pequenos pacientes. Desse total, 31 precisaram continuar em observação. Como é o caso da jovem Dayane Oliveira, 24, que acompanhava o filho D.C.O, 4, internado depois de dores abdominais e náuseas.

“Como tive dificuldade de atendimento em outras unidades de saúde, vim para a pediatria do Huse e estou gostando dos resultados. Meu filho já parou de vomitar e as dores estão sendo tratadas com medicamentos. Ele vai fazer uma ultrassonografia e o médico vai reavaliar para uma possível alta médica se estiver tudo bem”, esclareceu.

Outras especialidades também tiveram seus plantões movimentados, como é o caso do oftalmo e otorrino que somaram 28 atendimentos. Os ambulatórios de oncologia e fisioterapia somaram 10 atendimentos.