20/05/2019 as 08:40

Vendas/Comércio

Dada a largada para os festejos juninos

Antecipação de vendas de fogueiras e fogos de artifício é uma estratégia dos comerciantes


Dada a largada para os festejos juninosFoto: André Moreira/Equipe JC

O São João está chegando e a venda das tradicionais fogueiras de madeira e os fogos de artifício já iniciaram em Aracaju. Expostas na Avenida Heráclito Rolemberg, as fogueiras estão sendo comercializadas em vários estilos e preços. Segundo os vendedores, a antecipação esse ano é uma estratégia para garantir bons resultados nas vendas.


“Nós adiantamos porque a cada ano que passa as vendas ficam mais fracas, então, quanto mais cedo, a gente já vai sendo visto. Devagarzinho já está aparecendo pessoas fazendo pesquisas de preços, alguns levam, outros não”, conta a senhora Nildete Santos.


Os valores das fogueiras vão de R$ 10 a R$ 60 a depender do tamanho e do tipo da madeira. Os “fogueirões” são com a madeira mais grossa e com uma bela armação, e tem de R$ 40 a R$ 60. No entanto, também é possível encontrar fogueiras menores com custo de R$ 10, R$ 12, R$ 15, R$ 25 e R$ 30.

Fogos de artifício
Um dos principais pontos de venda de fogos de artifício em Aracaju é no bairro Coroa do Meio, e lá já é possível encontrar 13 barracas montadas. Segundo o comerciante Manuel Batista, os produtos já estão em estoque, prontos para serem vendidos, no entanto, as vendas ainda não puderam ser iniciadas pois as barracas ainda estão passando por processo de fiscalização do Corpo de Bombeiro Militar de Sergipe (CBM/SE), como acontece todos os anos.


“Esse ano o Bombeiro exigiu um verniz antichama na lona, mesmo a lona já sendo antichama. Então estamos esperando chegar o verniz, que vem de São Paulo, para pintar e termos a liberação”, conta Manoel.


Normalmente, segundo o comerciante, as vendas dos fogos iniciam por volta do dia 10 de maio. Ele conta ainda que os fregueses já começaram a procurar. “Pelo andar da carruagem, lá para quarta-feira, 22, já estaremos vendendo. Eu tenho mercadoria, o que vende mais é para criança, como preço do ano passado. Uma caixa e traque a partir de R$ 1”, disse o senhor.


De acordo com a Assessoria de Comunicação do CBM, ainda na manhã de ontem, 17, uma equipe foi até o local para realizar fiscalizações. “As exigências são as mesmas da Normativa de 2018. Tudo o que está sendo cobrado esse ano, já estava previsto na norma do ano passado, no entanto, foi dado um prazo para que os vendedores se regularizassem nesse ano. No caso das lonas externas, foi pedido um produto para retardar as chamas. Nós demos a sugestão de envernizar com um técnico responsável, utilizando um produto que retarda as chamas. Como ano passado ficou muito em cima, ficou valendo somente agora em 2019”, explica a assessoria.