19/07/2019 as 23:45

CRÉDITO IMOBILIÁRIO

Aracaju tem déficit habitacional de 25 mil moradias

Prefeitura concedeu benefício social do auxílio moradia a 7.528 aracajuanos


Aracaju tem déficit habitacional de 25 mil moradiasFoto: André Moreira

O sonho da casa própria é algo distante para milhares de brasileiros. Principalmente nos últimos anos, com o desemprego em alta e a crise financeira apertando a renda de muitas famílias. O déficit habitacional no Brasil aumentou mais de 220 mil imóveis entre 2015 e 2017. Segundo a Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc), em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), o déficit de moradias cresceu 7% em apenas dez anos, de 2007 a 2017, tendo atingido 7,78 milhões de unidades habitacionais. Os números revelam um recorde de déficit habitacional. 

Em Aracaju a situação não é diferente. De acordo com dados da administração municipal do ano de 2012, o déficit já chega a 25 mil moradias, sendo que a maior parte dele é formada por famílias que ganham até três salários mínimos por mês, atingindo também consumidores de rendas intermediárias. Com o mercado de trabalho instável nos últimos anos e o crédito imobiliário mais escasso, as famílias foram se distanciando cada vez mais do sonho de conquistar a casa própria.

De acordo com a Prefeitura Municipal de Aracaju (PMA), em 2018, no âmbito da Política Municipal Habitacional, foram entregues 468 moradias no Residencial Vida Nova, no bairro Santa Maria, zona sul da capital, onde vivem famílias carentes.

“Além disso, a Prefeitura avança no projeto de construção de outras 1.102 novas moradias, no bairro 17 de Março, cujos recursos foram assegurados ao município a partir de um contrato de empréstimo que será assinado pelo prefeito Edvaldo Nogueira com a Caixa Econômica Federal, pelo programa Pró-Moradia. Essas novas casas irão beneficiar as famílias que hoje residem na Ocupação das Mangabeiras, na Zona de Expansão”, acrescenta a PMA.

Entre os meses de janeiro e junho deste ano, a Prefeitura de Aracaju concedeu o benefício social do auxílio moradia a 7.528 aracajuanos. “Para isso, com recursos do tesouro municipal, a PMA aplicou R$ 2.258.400 em benefício de milhares de pessoas que se encontram em situação de vulnerabilidade social e/ou risco pessoal e social”, informa a Prefeitura.