22/08/2019 as 12:54

Capital

Polícia Federal combate crimes de estelionato

Estima-se que o investigado tenha causado prejuízos a diversas pessoas, em valores atuais, superiores a R$ 200.000,00.


A Polícia Federal (PF) deflagrou, nesta quinta-feira (22) na capital sergipana, a OPERAÇÃO STELLIO, com o objetivo de coletar elementos de prova sobre possíveis crimes de uso de documento falso, falsidade ideológica e estelionato.

Conforme apurado no curso das investigações, indivíduo com 60 anos de idade, conseguiu obter, fraudulentamente, junto à Receita Federal do Brasil 05 (cinco) documentos de Cadastro de Pessoa Física – CPF’s distintos, com a finalidade de obter financiamentos em instituições oficiais, bem como obter vantagem econômica em detrimento de terceiros.

As equipes realizaram buscas em dois endereços vinculados ao investigado, resultando na apreensão de vasto acervo probatório, como RG’s, CPF, talonários de cheques, contratos sociais de pessoas jurídicas, computadores e um veículo.

Também foram localizadas em poder do investigado duas licenças para condução de veículos automotores emitidas, mediante uso de documento falso, pelo estado americano da Flórida, além de um documento americano equivalente ao CPF brasileiro.

Estima-se que o investigado tenha causado prejuízos a diversas pessoas, em valores atuais, superiores a R$ 200.000,00.

Os policiais federais cumpriram mandados de busca e apreensão expedidos pela 3ª Vara Federal da Subseção Judiciária de Aracaju/SE.

O envolvido responderá, em liberdade, pelos crimes de FALSIDADE IDEOLÓGICA, USO DE DOCUMENTO FALSO e ESTELIONATO.
O nome STELLIO provém do latim e remete ao pequeno lagarto que se camufla e se adapta ao meio ambiente, objetivando atacar suas presas.