11/09/2019 as 08:25

Capela

Suspeito de participar do assassinato de vigilante morre em confronto com a polícia

Já na madrugada da quinta-feira (5), a casa do vigilante, no mesmo município, foi invadida enquanto seu corpo era velado.


Um ex-presidiário suspeito de participar do assassinato do vigilante, Mário Sérgio Barboza Santos, na última quarta-feira (4), na Escola Municipal Antônio Ferreira Carvalho, no município de Capela (SE), foi morto em confronto com a Polícia Civil nesta terça-feira (10). O fato aconteceu quando os policiais cupriam um mandado de prisão contra ele. O homem também é suspeito de, junto com um comparsa, atirar contra duas guarnições da Polícia Militar (PM) no dia 30 de agosto. O corpo foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) nesta quarta-feira (11).

O crime supostamente praticado pelo suspeito aconteceu na madrugada do dia 4 de setembro, populares acionaram a PM informando que o vigilante estaria gritando e pedindo socorro dentro da escola, mas quando os agentes entraram na unidade, ele já estava morto e com uma mão decepada. O local, segundo testemunhas, estava repleto de sangue. Documentos e dinheiro da vítima foram levados.

Já na madrugada da quinta-feira (5), a casa do vigilante, no mesmo município, foi invadida enquanto seu corpo era velado. Objetos foram roubados e o local ficou revirado.

A Polícia Civil detalha, em entrevista coletiva nesta quarta-feira (11) às 11h. Na oportunidade, o delegado Wanderson Bastos estará presente e irá detalhar o trabalho policial que culminou na localização do ex-presidiário. Ele já tinha disparado contra equipes da PM, em 30 de agosto, e entrou em confronto com os policiais no final da quarta-feira, 10, morrendo logo em seguida.