10/10/2019 as 07:46

EXPECTATIVA/ECONOMIA

Dia das Crianças deve movimentar R$ 10,3 bi

Segundo pesquisa da Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas, 73% dos consumidores devem ir as compras

COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA

Última grande festa comemorativa antes do Natal, o Dia das Crianças não deve passar despercebido pelos brasileiros, já que 73% dos consumidores devem ir às compras este ano segundo pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) em todas as capitais. No ano passado, 66% compraram presentes na data. Para 2019, a expectativa é de que o varejo movimente aproximadamente R$ 10,3 bilhões.

Davi Guilherme, de três anos, e seu irmão, Cauã Vinícius, de dez, estavam acompanhados dos pais João Júnior e Vanessa Souza em uma loja de brinquedos em um shopping da capital. Os dois puderam antecipar o Dia das Crianças e escolher seus presentes. Segundo os pais, cada filho poderia gastar até R$ 200 com a escolha dos produtos. 

“A gente prefere trazer eles porque aí eles escolhem os que eles gostam. A gente estipula somente o valor e eles podem comprar um único brinquedo ou vários, desde que não ultrapassem essa cota. A gente sempre faz isso e dá muito certo”, comentou Júnior.

A gerente da loja, Eliene Silva, comenta que o cenário deste ano é positivo e que há expectativa de crescimento das vendas em relação ao mesmo período do ano passado, por isso a loja está preparada para atender ao público, cheia de novidades e presentes dos mais variados preços.

 

“Temos itens a partir de R$ 9,99. Ou seja, conseguimos atender a todos os clientes. Temos ainda uma grande variedade de brinquedos, temos produtos em promoção, que estão pela metade do preço, e há ainda a possibilidade de parcelamento em até dez vezes com parcela mínima de R$ 30. Além disso, temos bom atendimento, troca garantida e grande variedade”, comentou.

 

Tíquete de consumo

No total, cada consumidor vai desembolsar, em média, R$ 198,79 com presentes — quantia muito próxima ao previsto ano passado, que foi de R$ 186,92. Entre os presentados estão filhos (48%), sobrinhos (38%), afilhados (18%) e netos (15%).

Além disso, um terço dos entrevistados (33%) planeja adquirir dois presentes, enquanto 25% somente um. No geral, os consumidores vão adquirir cerca de dois presentes. Quanto aos produtos mais procurados no Dia das Crianças estão as bonecas e os bonecos (45%), as roupas e os calçados (33%) e os jogos de tabuleiro (26%), além dos carrinhos e aviões de brinquedo (18%).

Considerando as formas de pagamento mais utilizadas, 78% pretendem pagar à vista, especialmente em dinheiro (53%), e no cartão de débito (26%). Ao mesmo tempo, 36% devem optar pelo parcelamento, sobretudo no cartão de crédito (32%). Desses, a média estimada ficará entre três e quatro prestações — ou seja, quem preferir dividir as compras acabará pagando pelos presentes, pelo menos, até janeiro de 2020.

 

 

 

| Reportagem: Grecy Andrade

|| Fotos: André Moreira; Jadilson Simões