14/01/2020 as 14:35

VIOLÊNCIA

Taxa de homicídios em Sergipe continua em queda

Nos últimos três, a redução foi de 41,3% no número de homicídios

COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA

A Secretaria de Segurança Pública de Sergipe (SSP) apresentou nesta terça-feira, 14, as novas taxas de homicídios registradas em Sergipe em 2019, e pelos resultados, os números continuam caindo. Aconteceram no estado 799 crimes violentos no ano passado. O número representa uma redução de 19% em relação ao ano anterior, quando houveram 986 homicídios no estado.

Os dados foram levantados pela Coordenadoria de Estatística e Análise Criminal (CEACrim), e envolve os crimes de homicídio, latrocínios e lesões corporais seguidas de morte. No recorte dos crimes, os homicídios são os mais contabilizados, com 767 casos não passado, ao passo em que em 2018 esse número foi de 948 ocorrências. Quando comparado com 2016, o ano em que a quantidade de registros desse tipo de crime foi de 1.306, a queda é ainda maior, com 41,3% menos casos.

Apenas na capital, os números foram 414 (2016), 327 (2017), 281 (2018) e 170 (2019), o que significa uma retração de 58,9% entre 2016 e 2019. Ainda nos índices referentes aos homicídios, nas demais cidades que formam a região metropolitana (Barra dos Coqueiros, Nossa Senhora do Socorro e São Cristóvão), o levantamento da CEACrim apresentou uma queda de 22,2% entre os números obtidos em 2019 e 2018. No ano passado, foram 144 casos, ao passo de que no ano anterior, as ocorrências dessa ação criminosa somaram 185 homicídios. Em análise com o ano de 2016, em que a quantidade de registros foi de 272, foi observada uma retração de 47,1%.

 No interior do estado, os dados levantados pela Coordenadoria de Estatística e Análise Criminal (CEACrim) revelaram que no ano de 2016 as instituições que formam a SSP contabilizaram 619 casos. Já em 2017 e 2018, os dados apresentaram queda ao serem observados os números de 532 e 480 ocorrências, respectivamente. Em relação a 2019, houve uma retração para 453 homicídios. Esses dados demonstram reduções consecutivas de 26,8% (entre 2016 e 2019), de 14,8% (2017 e 2019), e de 5,6% (2018 e 2019).

“Nosso melhor mês foi o de agosto e o nosso pior, novembro. Tivemos uma média mensal de 64 casos de homicídios dolosos em 2019. Em nenhum mês nós passamos do número de 100, o que em 2016 acabou sendo um marco para nós, todo mês passávamos de 100 casos. Em 2019, tivemos uma média diária de mais ou menos dois casos por dia. É um marco histórico de redução por três anos seguidos. Desde que temos catalogados, isso não havia acontecido antes”, pontuou o diretor da CEACrim, Sidney Teles.

Latrocínios

O levantamento feito pela CEACrim observou ainda uma redução na incidência de latrocínios - roubos que tem como consequência a morte da vítima. Em todo o estado, enquanto no ano de 2016 foram registrados 49 casos, com um aumento para 58 em 2017, seguido de uma redução para 32, em 2018; o ano de 2019 contabilizou 28 ocorrências desse tipo. Esses dados representam uma redução de 12,5% entre 2019 e 2018; e uma queda de 51,7% em relação aos anos de 2019 e 2017. 

O comandante da Polícia Militar, coronel Marcony Cabral, acredita que os resultados são positivos e que o trabalho integrado entre todas as instituições que formam a SSP é fundamental para a constante redução dos índices de crimes violentos em todo o estado de Sergipe.

“Esse trabalho precisa continuar porque os resultados estão aparecendo e é importante que continuemos nessas operações e abordagens, no trabalho integrado. Cada ano que passa estamos competindo com nosso próprio trabalho, o que torna a situação mais difícil, mas tenho certeza que, com esse espírito de reinvenção, nós vamos conseguir passar para a sociedade a sensação de segurança. Nós queremos que as pessoas realmente reconheçam que estamos em um estado mais seguro do que em tempos anteriores”, pontuou.   

|Fonte: SSP/SE

||Foto: Jorge Henrique