18/05/2018 as 08:28

Cultura

Ritmos latinos se misturam ao forró no Quinta Instrumental

Penúltima apresentação da temporada contou com o Duo Finlândia.


Ritmos latinos se misturam ao forró no Quinta InstrumentalFoto: Edinah Mary

A segunda temporada do ‘Quinta Instrumental’, projeto promovido pela Prefeitura de Aracaju, por meio da Fundação Cultural Cidade de Aracaju (Funcaju), chega à sua penúltima apresentação. Quem comandou o espetáculo na noite desta quinta-feira, 17, foi o Duo Finlândia, formada pelo argentino acordeonista e pianista Mauricio Candussi e o brasileiro violoncelista Raphael Evangelista. A dupla está há oito anos na estrada e já fez shows em 16 países.

Ao som da música Tierra Del Campo, o Duo trouxe ao palco do teatro João Costa, no Centro Cultural de Aracaju, a proposta de fusão de ritmos e sonoridades da América do Sul, com folk, eletrônica e jazz, utilizando acordeão, violoncelo, teclado e sons eletrônicos, encantando o público presente.

“Inserimos músicas dos nossos CDs e, para esse projeto especial, hoje tocamos uma música que será lançada apenas em dezembro. A escolha do nosso repertório se refere a nossas influências musicais, na qual misturamos os ritmos tradicionais do Brasil e da Argentina, como por exemplo: o forró, afoxé, tango, milonga, baião, arrasta-pé, cumbia, entre outros”, revelou o brasileiro Raphael.

O violoncelista afirmou que o projeto é uma importante porta nacional para o mercado instrumental. “É um mercado bastante difícil e restrito. Onde grupos desta vertente precisam de criatividade e estratégia para construir novos caminhos. O Quinta Instrumental é um porto seguro para os músicos. Afinal, é um espaço perfeito para expor nosso material, nossa arte, nosso estilo”, enalteceu Raphael.

Para o profissional liberal, Tony Santos, o show foi contagiante e envolvente. “A dupla está de parabéns pelo repertório e pela qualidade musical. Essa fusão entre dois países unidos apenas pela sonoridade, através dos mais variados gêneros musicais, foi nota 10. Aproveito para parabenizar a Funcaju pelo projeto que nos permite frequentar um espaço que tem em sua programação a música instrumental, que é um tanto quanto desvalorizada, infelizmente, porque não é algo que atinge a massa”, opinou.

Próxima edição

O ‘Quinta Instrumental’ possui entrada gratuita e acontece todas as quintas, no Centro Cultural de Aracaju, na praça General Valadão, no Marco Zero da capital. A próxima edição será no dia 24, às 20h, com a apresentação do sergipano Diego Lima.