07/06/2018 as 08:22

Cultura

Parceria intersetorial incentiva alunos a produzirem documentário 13 Noites com Antônio

O curta metragem, de 13 minutos, contou a história da fé ao santo conhecido como casamenteiro e foi exibido durante a quarta edição da exposição ‘13 Noites com Antônio’, realizada no Centro Cultural da capital.


Parceria intersetorial incentiva alunos a produzirem documentário 13 Noites com AntônioFoto:Edinah Mary

Em celebração ao ciclo junino, 10 alunos que participaram dos cursos básicos de "Como fazer Vídeo-Documentário", desenvolvidos pelo Núcleo de Produção Digital Orlando Vieira (NPD), unidade vinculada a Fundação Cultural Cidade de Aracaju (Funcaju), lançaram, na noite desta quarta-feira, 6, o documentário ‘13 Noites com Antônio’. O curta metragem, de 13 minutos, contou a história da fé ao santo conhecido como casamenteiro e foi exibido durante a quarta edição da exposição ‘13 Noites com Antônio’, realizada no Centro Cultural da capital.

Para a coordenadora do NPD, Graziele Ferreira, o Orlando Vieira vive um momento histórico. “É a primeira vez que o NPD é convidado para participar de uma programação de festejos juninos. Este é um momento ímpar e valioso para os 12 anos de existência do Núcleo, pois unimos o audiovisual com a tradição dos festejos juninos de Aracaju. Apresentamos a programação junina de maneira cinematográfica. Os alunos que produziram o vídeo-documentário passaram pela aprendizagem em diversas especializações audiovisuais, orientados por cinco instrutores. Ocupamos o tempo desses jovens com cultura e trabalhamos a questão do pertencimento e da autoestima, permitindo que possam trabalhar com o audiovisual”, pontuou a coordenadora.

A realização desse projeto aconteceu por meio da parceria intersetorial entre a Funcaju, a Fundação Municipal de Formação para o Trabalho (Fundat) e a Secretaria Municipal da Defesa Social e da Cidadania (Semdec). Faz parte do programa ‘Aracaju Segura’, no tocante ao investimento em cultura como ação de segurança pública e na perspectiva de diminuição das desigualdades sociais. “É uma satisfação participar deste projeto idealizado pela Prefeitura de Aracaju e ver que diversos jovens tão talentosos começaram a escrever seu nome no audiovisual aracajuano. Além de desenvolver um trabalho social, combatendo a desigualdade”, comemorou o secretário da Semdec, Luís Fernando Almeida.

Um dos produtores responsáveis pelo vídeo-documentário, Elvacir Luiz, detalhou como foi feita a construção do filme que objetivou mostrar a fé e a devoção ao Santo Antônio. “A ideia inicial era desenvolver algo em cima da temática do ciclo junino, mas o nosso desafio era sair do óbvio e, em conversa com o professor Otávio Luiz Cabral Ferreira, decidimos desenvolver um curta metragem que falasse sobre a história da exposição, mas sob o olhar provocativo em relação à fé, através da visão e do entendimento de cada um dos envolvidos na exposição. Não só através do olhar dos artistas e do curador, como também dos visitantes que são devotos ao santo”.

A aposentada e devota de Santo Antônio, Diane Suelly, comentou que ficou impressionada com o documentário. “Nunca tinha assistido algo parecido. Este documentário está de parabéns e é importante para toda a população, pois fala não só da exposição, como de nossa fé ao santo casamenteiro”, destacou.

Ao visitar o altar de Santo Antônio, o Diácono Paulo da Paróquia do Santo Antônio, relatou que é uma honra participar deste evento. ”É de uma alegria sem tamanho estar aqui neste momento, onde pela primeira vez presenciei a junção de dois polos, a religiosidade e a cultura. O filme abordou com maestria a fé em Santo Antônio e a questão cultural. Foi um momento de difusão e celebração”, refletiu.

O professor e curador da exposição ‘13 Noites com Antônio’, Otávio Luiz Cabral Ferreira, disse estar muito feliz por eternizar, através do audiovisual, a tradição e a fé em Santo Antônio. “É uma satisfação imensa participar deste lançamento e ser homenageado por esse curta documentário. Posso afirmar, com todo orgulho, que a nossa Aracaju promove cultura através do audiovisual. Agora isso é uma realidade dentro do nosso estado. Todos os envolvidos estão de parabéns. Desenvolveram com muita sabedoria esse documentário. Eles plantaram sementinhas que vão dar frutos positivos nesta área. Aracaju terá ainda mais nomes de sucesso no audiovisual através desta parceria intersetorial em prol da fomentação da cultura e do audiovisual, oportunizando novos empregos a esses jovens talentosos”, elogiou.

Funcaju