11/07/2018 as 11:05

Cultura

Pai, filho e convidados ‘In Cantoria’

Maestro Muskito e Heitor Mendonça recebem amigos cantadores na Reciclaria Casa de Artes.


Pai, filho e convidados ‘In Cantoria’Foto: Arquivo Pessoal

Cantoria, oito letrinhas que ressoam em multiplicidade de tons, toques e acordes de quem conhece, canta e reverbera a música de dentro de casa para o mundo e vice-versa. Na ordem cronológica da imersão na cantoria brasileira, Maestro Muskito (o pai) e Heitor Mendonça (o filho) alinharam o espaço do palco, escolheram canções e afinaram o violão para compartilhar, com amigos e público, grandes clássicos da Cantoria e suas reverberações musicais Brasil adentro. O show ‘Heitor Mendonça & Maestro Muskito In Cantoria’ acontece no próximo dia 13, às 21h, na Reciclaria Casa de Artes, com a participação dos artistas sergipanos Paulinho Araujo, Joaquim Antônio (Casaca de Couro), J Victor Fernandes e Amanda Cunha.

“Esse é um show que apresentamos em 2013, em Viena, na Áustria, justamente por isso ‘In Cantoria’, e que buscamos um apanhado do gênero no Brasil, nas mais diversas formas, pois em cada lugar ele se apresenta de maneira diferente. Então, temos os mineiros Paulinho Pedra Azul e Décio Marques, como também o Renato Teixeira, de São Paulo; assim como Almir Sater, do Mato Grosso do Sul. E pelo Nordeste, temos o Wilson Aragão, o Vital Farias, que já participou de alguns shows nossos, Xangai, Elomar e por aí vai”, explicou Heitor Mendonça.

Ainda no show, o público também confere músicas autorais do duo sergipano, bem como canções de compositores saudosos, a exemplo de Ismar Barreto. “A cantoria se manifesta de várias maneiras e a gente tem preservado isso nessa apresentação. Cantamos ‘Sofrendo’, de Ismar Barreto, e músicas nossas que são de cantoria. É uma música nossa, de raiz e que, por vezes, embora não vejamos como cantoria, se encaixa perfeitamente”, destacou o músico.

Colecionando palcos e aplausos, Heitor Mendonça lembra da celebração à música brasileira quando do show realização na Biblioteca Nacional de Viena, na Áustria. “Foi em 2013, e quando tocamos ‘Saga da Amazônia’, fomos aplaudidos de pé. Foi lindo e de arrepiar. E por onde temos nos apresentado, a reciprocidade do público tem sido bastante positiva. No último final de semana, fizemos o show em Igatu, na Chapada Diamantina, e foi maravilhoso. E agora, voltamos pela terceira vez com esse show em Aracaju para mais uma noite de celebração e cantoria na companhia de artistas sergipanos que tem tudo a ver com esse projeto”, frisou.

Entre os artistas, os músicos sergipanos Paulinho Araújo, Joaquim Antônio (Casaca de Couro), Amanda Cunha e a poesia de João Victor Fernandes. “Parceiros maravilhosos, Paulinho Araújo que tem o caminho musical nessa vertente; o poeta João Victor, a Amanda que tem uma voz linda e o Joaquim, um cantador que já tivemos a oportunidade de dividir o palco em festividades em Canudos. Será mais uma noite memorável”, garantiu Heitor Mendonça.

Gilmara Costa/Equipe JC