31/07/2018 as 08:47

Cultura

O segredo de um ensaio conhecido

Encontro semanal entre artistas e público envolve debates, música, poesias e outras artes


O segredo de um ensaio conhecidoFoto: Uly Silva/Divulgação

Sim, ‘o boca a boca é a propaganda do negócio’ e o ‘whatsApp’ é o amplificador de vozes, xaradas e convites do Ensaio Secreto, encontro de arte que acontece às segundas-feiras, em algum lugar da cidade, com alguns artistas de música, outros poetas e mais alguns debates. É essa misteriosa atmosfera que a dupla de inquietos João Victor Fernandes e Paulinho Araújo cria para que um público diverso, rotativo e curioso aposte na criatividade do cartaz; na oralidade de quem já foi e na programação multifacetada. Depois, é só se divertir e agradecer.


“Começamos o ensaio apenas no ‘boca a boca’ há dois anos e meio. Depois criamos um grupo no WhatsApp (que ainda existe e quem quiser fazer parte escreva para um dos organizadores para ser adicionado) e na nossa edição 100 fomos para o Instagram (@ensaiosecretoaju). O formato do Sarau continua secreto, onde só dizemos o local que irá acontecer na própria segunda (dia do evento) e não revelamos as atrações musicais, porém criamos xaradas no nosso cartaz para o público tentar adivinhar. Caso contrário, só indo para saber”, explicou o poeta João Victor Fernandes.


E nessa de instigar a curiosidade, mais e mais gente se achega, se apossa do microfone quando dada a voz ao declame. “Com o passar do tempo, o Ensaio tem conquistado cada vez mais pessoas famintas em consumir arte e outras ávidas em mostrar seu talento escondido. E por conta disso, alguns lugares menores que já nos receberam um dia, já não dão mais conta do nosso público. Estamos começando a programação às 20h, sempre promovendo uma roda de conversa/oficina/workshop com temas variados que são divulgados com um pouco mais de antecedência”, destacou o músico Paulinho Araújo.


As apresentações, por vezes, acontecem até mesmo sem de conhecimento da organização, a qual é também surpreendida com o efeito do artístico manifestado no ambiente ‘secreto’, numa espécie de encanto entre criador e criatura. “A cada segunda-feira acontecem intervenções secretas até para nós da organização. E isso nos instiga muito poder apreciar o talento desabrochando de cada ser atuante-participativo ali no ensaio. A curiosidade que causamos ao nosso público faz com que ele saia de casa em plena segunda se permitindo a viver algo único, a encontros artísticos variados, a afetações diversas que perpassam toda a noite e madrugada”, afirmou João Victor.

 

Diversidade


Entre jovens das mais diversas idades, gente mista reunida, desde apreciadores do canto ao iniciante artista em busca de um palco para se fazer ouvido e, quiçá, ouvir aplausos. “Tem muito artista consagrado na cena já e a cada segunda aparecem novas pessoas que nunca estiveram no sarau antes. Se no início éramos uma união de amigos que foi se espalhando e abraçando outros amigos, hoje somos uma família abraçando novos familiares a cada edição. Cada um no seu tempo e no seu fluxo, enquanto permanecemos firmes, a cada segunda sendo palco das mais variadas manifestações artísticas e descobertas de novos talentos”, ressaltou Paulinho Araújo.


E nessa sociedade secreta de (re) encontros, o verbo permitir é conjugado no presente do ontem (segunda-feira!), que rolou no Mr. Dan, ali na Zona de Expansão de Aracaju, e também no futuro da próxima segunda-feira, a primeira de agosto. “Não existe arte melhor ou pior do que outra. E no Sarau Ensaio Secreto, propomos exatamente esse espaço para ensaiar o novo, experimentar, descobrir, reinventar sem medo”, disse João Victor.

 

Gilmara Costa/Equipe JC