10/08/2018 as 14:31

Cultura

Pai e Filho realizam exposição que enaltece a cultura popular

As obras são realizadas por meio de técnicas de minuciosa aplicação, onde os artistas expõem não só a arte que emana de dentro para fora, mas também o amor pela cultura local.


Pai e Filho realizam exposição que enaltece a cultura popularFoto: Pritty Reis

Na semana que antecede o dia dos pais, a Secretaria de Estado da Cultura (Secult), em parceria com a Escola do Legislativo de Aracaju, promoveu a exposição “Pai e Filho” dos artistas visuais Ismael Pereira e Israel Melo. Na noite desta quinta-feira, 9, um grande público se reuniu para contemplar de perto as obras que se misturavam em cores e formas, marcando a abertura do ‘Corredor Cultural Itinerante’.

As obras são realizadas por meio de técnicas de minuciosa aplicação, onde os artistas expõem não só a arte que emana de dentro para fora, mas também o amor pela cultura local. “Minha maior inspiração artística é meu pai que também me ajudou a ter mais conhecimento cultural”, revela Israel Pereira, que desde criança desenvolveu o mesmo amor e aptidão artística do pai.

“É motivo de orgulho para nós realizarmos essa exposição como forma de homenagem aos pais. Expor minhas obras junto às do meu filho e vê-lo seguindo a estrada que foi aberta por mim, é motivo de grande alegria. Considero-me um ser humano realizado”, enfatiza Ismael Pereira. “Fomentar a cultura sergipana” foi uma das frases que se destacou no discurso do artista, pois essa preservação é uma maneira de manter viva a identidade do povo.

A noite contou com apresentação do coral ‘Corales’ e o grupo “Cacumbi do Mestre Deca”, da cidade de Laranjeiras. O superintendente da Secult, Irineu Fontes, também prestigiou a mostra, representando o Secretário de Estado da Cultura, João Augusto Gama. “As obras possuem grande riqueza cultural para Sergipe e enaltecem o Folclore Brasileiro – muito presente na cultura popular em todo o Nordeste”, destacou.

As criações foram confeccionadas pensando não só em uma exposição no mês em que é comemorado o ‘dia dos pais’, mas também o dia do Folclore: 22 de agosto. Os artistas se interligam pelo laço familiar e também por compactuar com a mesma expressão de linguagem que é transmitida em suas pinturas.