16/08/2018 as 13:58

Música

Palco do ‘Quinta Instrumental’ recebeu mais de 25 artistas em um ano de projeto

O objetivo é oferecer aos aracajuanos e turistas uma nova opção de lazer.


Palco do ‘Quinta Instrumental’ recebeu mais de 25 artistas em um ano de projetoFoto: Edinah Mary

O projeto ‘Quinta Instrumental’ desenvolvido pela Prefeitura Municipal de Aracaju, através da Fundação Cultural Cidade de Aracaju (Funcaju), faz parte da agenda cultural dos aracajuanos. Criado há um ano, por meio do Planejamento Estratégico, o evento ocorre todas as quintas-feiras, no teatro João Costa, localizado no Centro Cultural da capital, na praça General Valadão.

 

Ao todo, 25 músicos, sendo a maioria de Sergipe, já se apresentaram no Quinta Instrumental, entre eles ‘Ítalo Neno’, ‘Dami Dória’, ‘Grupo Brasileiríssimo’ e ‘A Bandinha’. O projeto é diversificado e atende a todos os gêneros musicais, a exemplo de Choro, Samba, Forró, Bossa Nova e Jazz. O objetivo é oferecer aos aracajuanos e turistas uma nova opção de lazer e também fortalecer o cenário musical instrumental na capital sergipana, com música de qualidade e de forma gratuita.

 

De acordo com o assessor técnico da Funcaju, Everson Vieira, o projeto foi criado para contemplar uma determinada cadeia produtiva. “Quando pensamos nesse projeto, pensamos em uma parte dos artistas que historicamente não tinha visibilidade. São pessoas que têm trabalhos fantásticos, gente que acompanha artista fora daqui, que tem trabalho de pesquisa e tudo mais. Alguns músicos são professores universitários, a exemplo de Saulo Ferreira e Fabiano Zanin, entre outros”, colocou.

 

Formação

 

O ‘Quinta’ além de valorizar os artistas conhecidos da cena, contribui para a formação de novos artistas e grupos instrumentais e abre espaço para nomes de outros estados. “Para este ano, foi lançado um edital para proporcionar o acesso a todos os músicos. Já passaram pelo palco do João Costa, artistas como o baiano Igor Gnomo e o Duo Finlândia, formado pelo argentino Mauricio Candussi e o brasileiro Raphael Evangelista. Neste segundo semestre, teremos a apresentação do pianista italiano Estefano Cortese, além do Duo B.A.V.I”, contou o assessor técnico.

 

Ainda de acordo com o assessor técnico, o projeto ajuda no processo de formação de público. “Quando a gente começou o número de espectadores era razoável. Atualmente, lotamos o teatro. Atingimos a capacidade máxima, que é para 100 pessoas. Além de ser gratuito, acontece em horário interessante, naquele teatro lindo e aconchegante. Sem contar que os artistas são bem tratados. Vale muito à pena prestigiar o evento”, colocou.

 

‘Os Tabaréus’

 

Pela segunda vez, o Teatro João Costa receberá o grupo ‘Os Tabaréus’ nesta quinta-feira, 16. Formado por cinco componentes, ele atua desde 2013 e já participou de grandes eventos como o Sescanção, Circuito Sesc de Música e o 34º Festival de Artes de São Cristovão. O show será às 20h e irá reverenciar o choro da gafieira, gênero da música popular e instrumental brasileira.

 

AAN