02/10/2018 as 09:55

35º Festival

The Baggios está entre as atrações do Festival de Artes de São Cristóvão

O Festival de Artes de São Cristóvão (Fasc), foi iniciado nos anos 1970, e serviu de palco para grandes artistas sergipanos e nacionais.


The Baggios está entre as atrações do Festival de Artes de São CristóvãoFoto: Divulgação

Considerado um dos eventos culturais mais importantes do Estado de Sergipe, foi lançado na manhã desta segunda-feira (1º) pelo prefeito do município de São Cristóvão, Marcos Santana, a programação do 35º Festival de Artes de São Cristóvão (FASC). O evento está recheado de artistas e atrações para todos os gostos. A banda de blues-rock, The Baggios, é uma das atrações do festival. A banda é formada por três integrantes: Júlio Andrade, Gabriel Carvalho e Rafael Ramos. O trio mistura ritmos tradicionais, como o blues, passando pelo rock sessentista e ao garage rock.


Além do trio, também estão na programação: Lira Sancristovense, Samba do Arnesto, The Baggios, Baina System, DJ Vinicius Big Jonh, Lenine, DJ Kaska, Quinteto de Metais Del Rey, Orquestra Cajuína, Cidade Dormitório, Chico César, Mart’Nália, Patrícia Polayne, Samba de Moça Só, Casco, Banda Eddie, Kilodoinhame, Samba de Coco da Ilha Grande, Sergival, Luedji Luna, Caoutto Orquestra, Anne Karol e os Afrodrums, Rincon Sapiência e Papudo Gil e Banda. A programação conta ainda com apresentações teatrais, cortejos com grupos folclóricos, intervenções artísticas e oficinas.


“Não sei se todos compreendem a dimensão do FASC, mas para nós ele tem uma importância não conseguimos mensurar. O nosso festival não é uma festinha do interior. É o maior evento cultural e artístico de Sergipe e um dos maiores do nordeste brasileiro, por isto o esforço extraordinário para realizá-lo. Com apenas 12 anos, em 1972, eu acompanhei o primeiro FASC e minhas memórias fazem com que eu persiga o objetivo de a cada ano superar as expectativas do público, com uma programação cultural mais abrangente. Lembro sempre da professora Aglaé Fontes, que certa vez disse que o FASC é um formador de plateias. É justamente isto queremos: fazer com que as pessoas tenham a oportunidade de conhecer artistas, que elas sejam apreciadoras das manifestações artísticas e folclóricas de nosso estado, e que façam uma reflexão sobre o nosso papel neste contexto. É preciso pensar qual o legado cultural que queremos deixar para as próximas gerações”, destacou o prefeito Marcos Santana.


A secretária de governo e relações comunitária de São Cristóvão, Paola Santana comentou sobre as expectativas para o festival.“Esperamos dobrar o número de participantes e visitantes no evento. A programação está bem diversificada, inserimos mais artistas nordestinos e mais artistas femininas. A ideia é que o FASC também seja uma vitrine para artistas que estão começando, Serão mais 80 de artistas sergipanos, em várias modalidades, além disto o festival é uma oportunidade para fomentar a economia da cidade”, observou.


Além da programação, também será premiado o artista vencedor do Concurso de Cartazes para o Fasc 2018, Canijan Oliveira, que será contemplado com um cheque no valor de R$ 3.000,00. A edição 2018 do Festival de Artes de São Cristóvão (FASC), acontecerá nos dias 15,16,17 e 18 de novembro em diversos pontos da 4ª Cidade Mais Antiga do Brasil.

Fasc
O Festival de Artes de São Cristóvão (Fasc), foi iniciado nos anos 1970, e serviu de palco para grandes artistas sergipanos e nacionais. O evento foi descontinuado em 2005 e retornou em 2017 resgatando a proposta dos antigos festivais e reacendendo a programação cultural da Cidade Histórica.