10/01/2019 as 12:17

Cinema

Pelos poderes aracnídeos da Marvel

‘Homem-Aranha no Aranhaverso’ mostra que para ser herói não tem idade, cor e nem gênero.


Pelos poderes aracnídeos  da Marvel

Num sugestivo momento de discursos e discussões sobre cores e gênero no país, a Marvel estreia na rede de cinemas a animação ‘Homem-Aranha no Aranhaverso’, dirigido por Bob Persichetti e Peter Ramsey, mostrando uma renovação inclusiva e cheia de representatividade na linhagem de super heróis. O filme, que apresenta uma referência aos quadrinhos com ‘virada de páginas e balõezinhos falantes’, tem como protagonista o jovem negro do Brooklyn, o Miles Morales, que se tornou o Homem-Aranha inspirado no legado de Peter Parker, já falecido.

Entretanto, ao visitar o túmulo de seu ídolo em uma noite chuvosa, ele é surpreendido com a presença do próprio Peter, vestindo o traje do herói aracnídeo sob um sobretudo. A surpresa fica ainda maior quando Miles descobre que ele veio de uma dimensão paralela, assim como outras versões do Homem-Aranha.

Ainda na rede Cinemark, tem a chegada de ‘Máquinas Mortais’, de Christian Rivers, que ambientado anos depois da “Guerra dos Sessenta Minutos”, mostra a Terra destruída e para sobreviver as cidades se movem em rodas gigantes, conhecidas como Cidades Tração, e lutam com outras para conseguir mais recursos naturais. Quando Londres se envolve em um ataque, Tom (Robert Sheehan) é lançado para fora da cidade junto com uma fora-da-lei e os dois juntos precisam lutar para sobreviver e ainda enfrentar uma ameaça que coloca a vida no planeta em risco.

No Cine Vitória, as estreias dos dramas ‘Yara’ hoje, 10, e ‘O Confeiteiro’, no próximo sábado, 12, são as novidades exibidas na programação que mantém os longas ‘Diamantino’ e ‘Meu Querido Filho’ em cartaz. Dirigido por Abbas Fahdel, ‘Yara’ se passa num Líbano pacífico, numa fazenda localizada no Vale de Qadisha, onde moram Yara e sua avó. Elas levam rotinas leves enquanto fazem a manutenção do território e desfrutam da bucólica paisagem rural. Quando Elias, um jovem andarilho, decide descansar por um tempo na vila, Yara Instantaneamente trava amizade com ele. Com o passar dos dias, os dois engatam em um amor de verão.

No filme ‘O Confeiteiro’, Thomas (Tim Kalkhof) é um alemão dono de uma confeitaria que viaja para Jerusalém em busca da esposa e filho de Oren (Roy Miller), seu amante morto. Ao chegar lá ele começa a trabalhar para a viúva de seu amante, que não tem ideia de que eles compartilham uma tristeza sem nome sobre o mesmo homem.

No mais, a sequência do filme Os Homens São de Marte... E É Pra Lá Que Eu Vou (2014), a comédia brasileira ‘Minha Vida em Marte’, dirigido por Susana Garcia, continua em cartaz no Cinemark, assim como o maravilhoso ‘Aquaman’, com Jason Momoa, em versão plana e legendado; ‘Bumblebee e Detetives do Prédio Azul – O Mistério Italiano’.