04/04/2019 as 10:19

Desde o século XVIII

Tradicional Procissão do Fogaréu acontece dia 18 de abril

Este ano a celebração terá início às 21h, após a Missa do Lava-Pés que acontecerá às 18h, na igreja N. S. da Vitória (Matriz)


Tradicional Procissão do Fogaréu acontece dia 18 de abrilFoto: Divulgação

No dia 18 de abril, Quinta-feira Santa, uma das mais tradicionais celebrações culturais e religiosas de Sergipe acontece no município de São Cristóvão. A Procissão do Fogaréu, festa que é marcada por procissões e encenações contará este ano com a participação de 300 homens que percorrerão o Centro Histórico da cidade retratando atos da vida de Cristo.

Este ano a celebração terá início às 21h, após a Missa do Lava-Pés que acontecerá às 18h, na igreja N. S. da Vitória (Matriz). Assim como no último ano, todas as encenações acontecerão na Praça São Francisco. São retratados momentos como: a entrada de Jesus em Jerusalém, a Última Ceia, os Apóstolos, a traição de Judas, encerrando com a perseguição a Cristo e condenação.

De acordo com a comissão organizadora do G12 (grupo formado por homens, que encenam momentos que antecedem a crucificação de Jesus), os ensaios para preparação da procissão estão ocorrendo nas segundas, quartas e sextas, as 19h30, na Praça São Francisco. “O Fogaréu é uma encenação ao ar livre onde todos os homens que compõem o grupo possuem uma função, sendo elas: 70 soldados, 110 escribas e fariseus, 55 matracas, 46 quadros e lanternas, além de outros figurantes que totalizam quase 300 pessoas”, explicou Daniel Lima Costa, membro da comissão organizadora.

Tradição

A Procissão do Fogaréu foi trazida pelos portugueses e desde o século XVIII faz parte do calendário cultural do município. Vale frisar que no ano de 1963 aconteceu uma interrupção do evento, por ordens de Frei Fernandes, que justificou, na época, a não compreensão da simbologia por parte dos homens que participavam do séquito. A retomada da tradição do Fogaréu aconteceu em 1978, e, desde então, a mobilização popular não deixa o evento cair no esquecimento.