11/06/2019 as 10:51

Cultura

Casa do Folclore abre exposição alusiva aos festejos juninos

A mostra faz parte da programação do “São João da Tradição”, em São Cristóvão.


Está aberta à visitação, na Casa do Folclore Zeca de Noberto, a exposição que celebra os Festejos Juninos em São Cristóvão. A mostra faz parte da programação do “São João da Tradição”, e permanecerá aberta até o dia 7 de julho, retratando imagens e painéis dos três santos do ciclo junino: Santo Antônio, São João e São Pedro. O tradicional festejo junino da cidade histórica é realizado pela Prefeitura Municipal, através da Fundação de Cultura e Turismo João Bebe-Água (Fundact), Para o diretor-presidente da Fundact, Gaspeu Fontes, a mostra expressa o esforço da Prefeitura de São Cristóvão em manter as tradições juninas ativas no município.

“O Nordeste, no mês de junho, se enche de alegria e de cores. As pessoas enfeitam as suas casas, temos as tradições dos fogos, milho, forró, a cultura popular fica em evidência. Então, como forma de retratar tudo isso, nós elaboramos essa exposição com os santos que são mais festejados nesta época, para que os turistas e os moradores da cidade conheçam mais e mais sobre a cultura junina”, explicou.


De acordo com a assessora técnica da Fundact, e que assina a curadoria da exposição, Maria Glória, a exposição também traz imagens que fazem referência aos grupos folclóricos que integram o ciclo junino no município. “Aqui em São Cristóvão, além dos trios de forró pé de serra e quadrilhas juninas, nós também temos os grupos folclóricos que se apresentam neste período, como o Samba de Coco, Caceteiras, Batalhão de São João, e Bacamarteiros que estamos valorizando também. Em resumo, temos a união da religiosidade com a arte”, detalhou.


O processo de elaboração da exposição contou com a participação de diversas pessoas, dentre elas: a estudante de Artes Visuais da Universidade Federal de Sergipe (UFS), Gize Mangueira. “Nesta exposição busquei trabalhar, principalmente, com o reaproveitamento de peças, para representar a nossa cultura. Nosso objetivo é através da Educação Patrimonial deixarmos como legado à comunidade a importância da preservação e de reutilização, porque desta forma a gente pode criar arte. Essa é uma forma de exaltar a nossa cultura e incentivar nossas gerações a conhecerem a cultura nordestina”, afirmou.
A Casa do Folclore Zeca de Noberto funciona de segunda-feira a sexta, das 8h às 16h, e nos sábados, domingos e feriados das 9h às 13h.


Sergipe Junino
Ainda na cidade de São de Cristóvão, a exposição ‘Sergipe Junino’ está aberta no Museu Histórico de Sergipe em São Cristóvão (SE) até o dia 30 de junho. A mostra também integra a programação festiva durante o mês junino no estado, sendo uma iniciativa dodo Governo do Estado, através da Fundação de Cultura e Arte Aperipê de Sergipe (Funcap), da Universidade Federal de Sergipe e da Prefeitura Municipal de São Cristóvão.

Na abertura da exposição, a escritora Mônica Maria Liberato lançou o livro ‘Cantos e Encantos da 4ª cidade mais antiga do Brasil’ e destacou a felicidade de integrar o momento de celebração à abertura dos festejos juninos de São Cristóvão. “Lançar um livro que fala da beleza de São Cristóvão, dentro da abertura dos festejos juninos da cidade é perfeito, porque é uma união muito bem casada, pois o livro é resultado de uma pesquisa de mestrado durante dois anos, onde foi feito uma reunião de tudo que é bonito em São Cristóvão. No livro, o leitor vai encontrar 100 páginas de belezas, tanto de bens culturais e de elementos naturais, como as histórias destas pessoas que fazem parte desse turismo. Então, a data de lançamento não poderia ser outra que não hoje durante esse evento”, disse.