14/05/2019 as 17:31

ECONOMIA

Pesquisa revela preços do gás de cozinha em Aracaju

Na capital, preço do botijão varia entre R$ 70 e R$ 80; coleta de dados foi realizada em 27 estabelecimentos comerciais


A Prefeitura de Aracaju, por meio da Secretaria Municipal da Defesa Social e da Cidadania (Semdec), disponibiliza, nesta terça-feira, 14, a nova  pesquisa comparativa de preços do gás de cozinha. O levantamento realizado pelo Programa Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon Aracaju) é uma atividade que integra o planejamento do órgão para auxiliar os consumidores e monitorar o mercado. Nesta edição, a coleta de dados foi realizada em 27 estabelecimentos comerciais da capital. Confira a tabela completa.

De acordo com o coordenador do Procon Aracaju, Igor Lopes, foi possível constatar a variação entre os estabelecimentos pesquisados, onde o menor valor para compras à vista foi de R$ 70 e o maior valor R$ 80. “Foi possível constatar que não houve aumento nos preços em comparativo com a última pesquisa realizada pelo órgão, datada de fevereiro deste ano”, destacou.

A coordenadora de Educação e Pesquisa do Procon Aracaju, Grazielle Nery, afirmou que a divulgação da pesquisa é importante por orientar o consumidor em suas compras. “Com a pesquisa, buscamos ampliar o acesso aos dados, de maneira mais facilitada. Os consumidores devem optar por locais que ofereçam garantia do produto, devendo exigir nota fiscal”, ressaltou.

É necessário levar em consideração que as variações e os preços que constam na tabela comparativa registram os valores encontrados no dia em que foram realizados os levantamentos. Portanto, os dados coletados estão sujeitos a alteração, conforme a data da compra, inclusive, por ocasião de descontos especiais, ofertas, promoções e forma de pagamento.

A tabela comparativa contém o nome dos estabelecimentos visitados, endereços e o preço praticados de acordo com a forma de pagamento.

Agendamento online

Caso o consumidor identifique alguma situação de anormalidade, pode solicitar, inicialmente, a correção por parte do estabelecimento. Caso a demanda não seja atendida, o consumidor deve entrar em contato com o Procon, por meio do SAC 151.

Além disso, para registrar reclamações na sede do órgão, o serviço de agendamento online pode ser utilizado, por meio do site procon.aracaju.se.gov.br. O sistema irá indicar, no calendário, os dias e horários disponíveis para o atendimento. Diante de dúvidas, é possível ligar para o SAC 151, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

 

Fonte: PMA

Foto: Semdec