14/11/2017 às 09h06 - Futebol

Dragão e Siri empatam na abertura da decisão da A-2

Duelo valendo o título acontece, domingo, no Lelezão, em Socorro.

Por: JornaldaCidade.Net

Em jogo truncado e nenhuma emoção, Olímpico e Socorrense empataram, pelo placar de 0 a 0, na tarde do último domingo, no Estádio Souzão, na cidade de Itabaianinha, na partida de abertura da fase final do Campeonato Sergipano da Série A-2 de 2017. A renda somou R$ 8.500,00, para o público-pagante de oitocentos e cinquenta pessoas.
 

No próximo domingo, às 15h, as duas equipes voltam a se encarar, e o cenário do espetáculo, desta vez, será o Estádio Wellington Elias da Paixão, em Nossa Senhora do Socorro. Como houve empate, no primeiro confronto, somente uma vitória interessa às equipes. Ocorrendo uma nova igualdade no marcador, a decisão, valendo o cetro máximo da competição promovida pela Federação Sergipana de Futebol, irá para as cobranças de pênaltis.

No campo, como era previsto, o Olímpico, na expectativa de fazer um resultado que lhe desse a vantagem de um empate, no segundo confronto, iniciou mais agressivo. Tanto que, até os 15 minutos do primeiro, teve duas boas chances de abrir a contagem. Mas, no período, só fez isso, porque, em seguida, não produziu mais nada de interessante, frustrando os seus torcedores que esperavam um time arrasador.

Como o Dragão da Zona Sul, a agremiação da Grande Aracaju, também, não se houve bem, nas quatro linhas, no primeiro tempo. Precavida, em seu setor defensivo, e esperando por um contra-ataque para surpreender, a equipe do técnico Edilson Santos não obteve êxito em sua intenção. Isso porque o Olímpico, apesar atuando irregular, se posicionou com acerto em sua retaguarda e não ofereceu espaço para perigo aos alviazuis itabaianienses

Na etapa complementar do clássico, a previsão era que tanto Olímpico quanto Socorrense retornassem, apresentando um futebol de melhor qualidade. Não foi isso o que aconteceu. Nem mesmo os donos da casa souberam tirar proveito de jogar em seus domínios para construir um resultado que lhe desse tranquilidade no jogo de volta. 

O Socorrense, temeroso por um resultado adversário, não se arriscou muito em investidas, preferindo conter o ímpeto dos comandados por Givanildo Sales e esperar por melhor sorte, no duelo do próximo domingo, no Lelelzão, onde não se deixa ser vencido, facilmente.

Comentários

comments powered by Disqus