03/01/2018 às 14h29 - Itabaiana

Ricardo, ex-Confiança, é novo reforço

Aos 34 anos de idade, Ricardo chega à agremiação serrana para substituir Marcão.

O goleiro Ricardo está de volta ao futebol sergipano. E novo endereço do ex-jogador do Confiança é o interior do Estado. Ele, agora, vai defender as cores da Associação Olímpica de Itabaiana, que o contratou como reforço para a temporada 2018. Aos 34 anos de idade, Ricardo chega à agremiação serrana para substituir Marcão, que, atraído por uma boa proposta salarial, decidiu trocar o vice-campeão sergipano pelo Atlético Goianiense.

 

Ricardo, para quem não sabe, teve uma brilhante história em nosso Estado, vestindo a camisa nú- mero 1 do Dragão do Bairro Industrial, em 2012. Apesar de não ter conquistado o título de campeão, arrebatado pelo seu novo clube, numa final no Estádio Batistão, justamente, contra o time proletário, foi eleito o Craque do Ano e, de sobra, o goleiro menos vasado, com apenas 13 gols sofridos.

 

Com passagens por várias equipes do Nordeste, entre as quais aos do River, do Piauí, e Souza, Campinense e Treze, da Paraíba, Ricardo vai se somar a Ueide Andrade que foi reserva de Marcão e a o jovem Evânio, revelado pelas divisões de base do Tricolor Serrano, para brigar pela titularidade da posição.

 

O novo arqueiro itabaianense desembarcou em Itabaiana no iní- cio desta semana, se apresentou, ontem, no Centro de Treinamento, no povoado Serra, treinou com os seus novos companheiros de equipe, e, amanhã às 20h, quando o Tremendão encara o Fluminense de Feira, no Etelvino Mendonça, no segundo amistoso entre dois times na pré-temporada, poderá figurar como mais uma opção do técnico Gilberto Pereira para a posição.

 

Na próxima segunda-feira, em casa, às 20h, o Itabaiana recebe a visita do Náutico do Recife para o primeiro de uma série de dois jogos, valendo uma vaga na fase de grupos da próxima Copa do Nordeste. O segundo duelo está programado para as 16h do próximo dia 13 – um sábado – na Arena Pernambuco, na cidade São Lourenço da Mata, na Grande Recife.

Comentários

comments powered by Disqus