20/07/2018 as 08:23

Esportes

Confiança faz apronto para o duelo com o Remo no Batistão

Lateral Ângelo é desfalque certo, e o zagueiro Vinícius Simon é dúvida.


Confiança faz apronto para o duelo com o Remo no BatistãoFoto: Divulgação

Apesar do clima tenso por que passaram os jogadores do Confiança, na tarde da quarta-feira passada, quando alguns torcedores do clube, insatisfeitos com a irregular campanha do time proletário no Grupo A, da Série C, do Campeonato Brasileiro de Clubes, invadiram as dependências do Sabino Ribeiro, apedrejaram a academia, quebrando, inclusive, vidraças e danificaram um automóvel de um fisioterapeuta do clube, a equipe treinou, normalmente, ontem, no campo da Unit, na Farolândia, visando ao jogo das 19h do próximo domingo, no Batistão, contra o Remo, do Pará, pela décima quinta rodada do certame nacional.


Todos, no clube, do mais humilde colaborador ao presidente Hyago França, condenaram a decisão dos torcedores, que o primeiro mandatário do Dragão classificou de vândalismo. Principalmente pela forma como aconteceu, segundo ele, com todos sabendo que o treinamento seria com os portões fechados e que o acesso ao estádio só seria permitido após às 17h, quando a atividade estivesse encerrada.


“Considero normal as cobranças por resultados, até porque todo torcedor que vai ao estádio paga o seu ingresso e quer ver a sua equipe vencer. Mas, como as de quarta-feira, com um alto grau de violência, já que houve apedrejamento do patrimônio do clube, danificação de um carro de um fisioterapeuta e até invasão ao campo, para insultos aos jogadores, não podem acontecer. A decisão de fechar o treino foi anunciada, com antecedência, por isso tudo o que ocorreu poderia ter sido evitado”, disse Hyago França.


“Os autores do acontecimento não podem ser considerados torcedores do Confiança. Isso porque os verdadeiros jamais tomariam uma posição igual, porque reconhecem o trabalho sério e responsável que todos, colaboradores, diretores, comissão técnica e jogadores, realizam. É verdade que o time vem vacilando no campeonato, mas, não obstante isso, segue firme no G-4, em quarto lugar. Só esse detalhe é um bom motivo para se afirmar que a possibilidade de o Confiança se classificar à segunda fase continua viva e começará a ser consumada, domingo, com uma grande vitória sobre o Remo”, emendou o dirigente do Dragão.


Os preparativos da equipe para o duelo com o Leão Azul serão sequenciados, nesta sexta-feira, com um ensaio em conjunto, no gramado do Estádio Batistão. Para o jogo, que pode decidir a sorte do time, na competição, o técnico Luizinho, novamente, não poderá escalar o lateral Ângelo. O jogador foi submetido a um exame de imagem e foi diagnosticada uma lesão no joelho direto. Quanto ao segundo, será examinado, hoje, para saber se está curado de uma contusão na panturrilha direita. Caso isso se confirme, o ex-atleta do XV de Novembro de Piracicaba participará do apronto e será relacionado para o jogo.