19/02/2019 as 19:07

NO CONFIANÇA

Leandro Kível é incerteza para temporada

Possibilidade de uma segunda cirurgia foi levantada


Incertezas pairam o futuro do jogador Leandro Kível. A equipe médica do atleta composta pelo Doutor Pablo Barreto, Carlos Carvalho, Diego Protásio, junto com o médico do Confiança, Francis Vasconcelos, e o Emanuel Sampaio, fisioterapeuta concederam uma coletiva nesta terça-feira, 19, no DeCós Day Hospital, localizado no bairro Coroa do Meio, região sul de Aracaju.

O atacante natural do Rio Grande do Sul, ao dividir bola com o goleiro do Itabaiana, no clássico realizado no dia 10 de fevereiro, sofreu uma grave entorse no joelho direito. O que o fez realizar a cirurgia na manhã de hoje, precisamente às 7h15, terminando por volta das 9h30 da manhã. Durante a intervenção, foi localizado uma pequena lesão do menisco lateral que logo foi corrigida, e os exames de ressonância evidenciaram uma fratura no platô (ou planalto) tibial lateral, com lesão da cartilagem, além de lesão no ligamento colateral medial do joelho direito e no ligamento do cruzado posterior.

A previsão inicial é que Kível de 35 anos tenha 3 ou 4 meses de recuperação, porém a possibilidade de uma segunda cirurgia foi levantada. “Existe a possibilidade [de uma nova cirurgia no ligamento cruzado posterior]. Existem três graus dessa lesão, nós operamos o terceiro grau. Na nossa avaliação de hoje, o Leandro tem o grau dois. O que vai determinar se a cirurgia será necessária no futuro, vai ser o grau de suficiência desse ligamento que só teremos noção no futuro, quando a cirurgia estiver consolidada”. Explicou o doutor Diego Protásio.

Ao ser perguntado qual será o tempo estimado de jogador ficar fora dos gramados caso se submeta a segunda cirurgia. Francis Vasconcelos, médico do Confiança, afirmou que ele teria pelo menos “seis meses” de recuperação, o que faria Leandro Kível estar apto apenas para a próxima temporada. Mas lembrou que o veredito só será dado daqui 90 dias.

No Confiança o clima é de otimismo para o futuro do jogador. "Ele teve uma lesão incomum para o futebol. Então o clube está dando todo o suporte, nós ficamos tristes porque ele foi recontratado pelo clube e estava em alta. Estávamos contando com ele para a Copa do Nordeste e Série C. A expectativa é que não precise de uma segunda cirurgia", Concluiu Francis Vasconcelos.