04/01/2018 às 13h50 - Mercado

Idosos marcam presença à procura de emprego

Necessidade de ajudar a família é um dos motivos que leva os idosos a tentarem retornar ao mercado de trabalho.

Por: Laís de Melo/ Equipe JC

Foto: Divulgação

 

A procura por emprego não é mais algo específico das pessoas jovens. Idosos aposentados também estão saindo da zona de conforto em busca de uma vaga no mercado de trabalho, seja formal ou informal. Das 600 pessoas com mais de 60 anos que fazem parte da Associação dos Aposentados e Pensionistas da Previdência Social e Idosos em Sergipe (Asaprevi) cerca de 15% trabalham. 

 

Em janeiro de 2017, mais de um terço dos idosos aposentados no Brasil continuavam trabalhando, de acordo com pesquisa divulgada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL). Segundo a pesquisa, entre os aposentados de 60 e 70 anos, o percentual dos que trabalham é de 42,3%

 

De acordo com o presidente da Asaprevi, José Alves, o motivo principal de os idosos estarem à procura de emprego depois de já terem trabalhado tempo suficiente para usufruir do benefício do INSS é a necessidade de ajudar a família. 

 

“Nós sempre realizamos encontros com os associados durante a semana, por exemplo, para eles terem um momento de lazer. Durante esses encontros nós sentíamos a falta de alguns e quando perguntava, alguém dizia que eles estavam trabalhando. Foi quando percebemos que cerca de 15% dos associados estão trabalhando, e outros estão procurando emprego”, conta o presidente. 

 

O próprio presidente da associação é um exemplo dos idosos à procura de emprego. “Eu estou procurando porque tenho quatro filhos e dois deles estão desempregados. Meu filho engenheiro civil está sem emprego. A situação do país está muito grave, então nós temos que ajudar voltando ao trabalho. Só que também não é fácil encontrar. Temos alguns que eram funcionários de banco e agora retornaram. Temos o caso de um aposentado que é formado na área de agricultura e está trabalhando na secretaria. Eles voltam a trabalhar para poder ajudar a família, para dar uma condição de vida melhor”, ressalta Alves. 

Comentários

comments powered by Disqus