22/12/2017 às 15h02 - Morar Bem

Aprenda soluções rápidas e eficientes para uma reforma

Confira dicas práticas para garantir uma reforma com controle de gastos e sem problemas futuros neste fim de ano.

Com a chegada do fim de ano, é comum que as pessoas comecem a planejar reformas rápidas e até mudanças. Para esquematizar uma reforma eficiente, em um tempo reduzido, é necessário um planejamento claro, com objetivos definidos, principalmente quando não há muito tempo disponível para esperar a obra ser concluída. Não é possível criar uma estimativa de tempo, pois existem diversas variáveis, como tamanho do imóvel, quantidade e níveis de reparos. O ideal para esse tipo de situação é optar por soluções rápidas e que não façam muita sujeira ou gerem muito entulho. “Reparos de gáse hidráulica demandam mais tempo de projeto e execução.Em alguns casos, é necessário o nivelamento do contrapiso para a instalação dos pisos, seja cerâmico, pedras ou madeira, e isso pode levar mais tempo”, alerta a designer de interiores Tássia Pereira.

 

Segundo Tássia, incialmente, é preciso avaliar as condições do imóvel. Assim, antes de qualquer coisa, é necessária uma avaliação geral das condições dos pisos e dos revestimentos de paredes, para analisar se há a necessidade de trocá-los. “Caso a intervenção seja apenas estética e não estrutural, é possível que tudo seja concluído em um tempo reduzido”, comenta.

 

Outra dica é cuidar do orçamento. Diante disso, é preciso que haja um planejamento detalhado das intervenções necessárias no imóvel. Isso evita imprevistos e gastos extras. Os orçamentos iniciais podem ser mais simples. Já os itens decorativos, como quadros e espelhos, por exemplo, podem ser comprados após a conclusão da reforma, não atrapalhando o tempo previsto para a mudança e nem comprometendo os gastos iniciais com a reforma.

 

Intervenções Prioritárias

 

A designer de interiores recomenda não adiar detalhes importantes. Então, caso seja necessário que haja intervenções construtivas, como novos pontos elétricos e troca de revestimentos cerâmicos, o ideal é que o profissional contratado comece a reforma por ali. “Por causa do acúmulo de entulho e sujeira, não é indicado começar com isso no meio da reforma ou deixar para outro momento. São intervenções prioritárias, que devem ser feitas antes de qualquer outra coisa”, ensina.

 

Tássia Pereira sugere, ainda, escolher acabamentos de instalação rápida. Assim, o ideal é pensar em acabamentos práticos, que não necessitem de muitos ajustes nas superfícies em que serão instalados. Bons exemplos disso são os pisos laminado e vinílico, ótimos para salas e quartos. “O uso de piso sobre piso nas áreas molhadas, como varanda, cozinha e banheiros, é também uma boa solução para evitar a quebradeira de pisos cerâmicos”, exemplifica.

 

Para o revestimento das paredes, ela ressalta que materiais que não geram sujeira podem facilitar todo o processo. Papéis de parede, por exemplo, têm instalação rápida. E os mosaicos de madeira ou PVC podem ser fixados com fita dupla face de alta resistência. Para uma reforma mais rápida, o uso do forro em áreas como o living ajudam na hora de criar uma iluminação decorativa para valorizar o espaço.

 

Mais uma dica é pensar no futuro. Isso significa que idealizar e dimensionar o mobiliário é um passo importante, mesmo que nem todos sejam adquiridos no término da reforma. Para Tássia, é importante organizar o espaço pensando na circulação. “Por exemplo, se ainda não existe uma mesa de jantar com seis lugares, mas o plano é que exista uma, o ideal é deixar o espaço reservado para essa mesa no futuro, evitando o acumulo de itens desnecessários. Aproveitar bem cada espaço faz toda a diferença”, assegura.

Comentários

comments powered by Disqus