05/01/2018 às 16h15 - Luz em tudo

Saiba como dispor a iluminação de ambientes

De nada vale escolher bem os móveis, as cores e os objetos decorativos se a iluminação não for bem planejada.

Foto: Nenad Radovanovic/Divulgação
Um imponente lustre valoriza a bela escada. Na parede, as arandelas valorizam o armário suspenso

 

De nada vale escolher bem os móveis, as cores e os objetos decorativos se a iluminação não for bem planejada. Isso porque é ela que possibilita a visualização dos contrastes e formas, dando enfoque às peças que são destaque no ambiente. “É importante que os projetos de interiores e luminotécnico andem juntos. Somente assim podemos ressaltar os elementos arquitetônicos, peças decorativas, obras de arte, escadas, revestimentos, cortinas e, até mesmo, o paisagismo”, explica a profissional Kátia Herzog. Afinal, valorizar pontos específicos é fundamental para se ter um ambiente bem-decorado.

 

Kátia Herzog ressalta que o estilo de iluminação varia de cômodo para cômodo e que é importante usar mais de um tipo de luz para oferecer elegância e equilíbrio aos espaços. “Nas áreas sociais de descanso e lazer, se houver forro de gesso, é interessante utilizar as luminárias embutidas, como as lâmpadas dicroica e minidicroica. Caso opte por um lustre, é preciso atentar para a altura do pé direito”, detalha.

 

Outra opção são os abajures, que realizam uma iluminação indireta e podem ser colocados em mesas laterais, de cabeceira, buffets e aparadores. Para tornar a iluminação proveniente dos abajures em luz dirigida, destacando escadas e nichos, é possível lançar mão dos balizadores.

 

Mais um ponto que é preciso se atentar são as cores de luz. Nas áreas de lazer, como salas de estar, home theater, quartos e sala de festas, a profissional ressalta que é interessante priorizar as lâmpadas amareladas e mais quentes, com potências que variam entre 2.700K (na escala Kelvin) e 3000K. Já nos ambientes que demandam concentração e trabalho, como escritórios, é aconselhável utilizar a lampa branca e fria, com 4000K a 6000K de potência. “Num ambiente que queremos dar sensação de aconchego, de nada vale se utilizarmos a iluminação com temperatura incorreta, no caso, a branca. O projeto luminotécnico deve ser muito bem-pensado”, afirma Kátia. A iluminação bem-trabalhada oferece conforto aos olhos e facilita, também, tarefas diárias. 

Comentários

comments powered by Disqus