12/01/2018 às 12h27 - Morar Bem

“A Barra está a pleno vapor como opção de moradia”

Para abordar este assunto, o caderno Morar Bem apresenta Sérgio Smith Júnior, diretor Comercial da Primasa Camel, em uma entrevista exclusiva.

Por: Laudicéia Fernandes/JornaldaCidade.Net

No mercado imobiliário, parcerias são sempre importantes. Mas., para apostar nelas, é preciso estar atento aos riscos e buscar parceiros que somem talento e expertise, a fim de garantir sucesso nas empreitadas conjuntas. Nesse sentido, a Primasa Engenharia tem assegurado muitos acertos ao longo dos anos. 

Sérgio Smith Júnior: “Antes mesmo de abrirmos a segunda etapa, já havia muita procura”

Nascida em Sergipe, em 2006, a Primasa Engenharia, cujo foco é no mercado imobiliário residencial, se uniu, em 2011, à Camel, construtora com foco em obras públicas. Elas se apresentam ao mercado como “Primasa Camel”, mesmo ainda sendo independentes. Com grande experiência na construção civil e sempre atentas às tendências, ambas oferecem aos clientes empreendimentos com qualidade e responsabilidade socioambiental. 

Mais recentemente, a Primasa apresentou mais uma parceria. Dessa vez, com a Teccol Engenharia. Juntas, as construtoras estão oferecendo aos sergipanos o lançamento Horto da Barra, empreendimento localizado no município de Barra dos Coqueiros, na Região Metropolitana de Aracaju. A abertura da segunda etapa para vendas – a primeira foi um grande sucesso – acontecerá amanhã, sábado, dia 13 de janeiro, no Hotel Prodigy, das 9h às 17h. Ali, serão disponibilizadas 192 unidades ao público. 

Para abordar este assunto, o caderno Morar Bem apresenta Sérgio Smith Júnior, diretor Comercial da Primasa Camel, em uma entrevista exclusiva. Num bate-papo descontraído, o executivo falou sobre o evento, a região e, claro, o novo empreendimento, que é o sonho de consumo de muita gente. Mais: o engenheiro civil graduado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) também fala sobre o mercado e a aposta dele em um novo momento econômico no setor. A seguir, leia a entrevista. 

Comentários

comments powered by Disqus