18/05/2018 as 10:45

Apartamentos pequenos exigem soluções criativas

Arquiteta aponta tendências de decoração que ajudam a otimizar os espaços, tornando-os mais bonitos e funcionais


Morar em apartamentos pequenos é uma realidade cada vez mais forte – e frequente. Uma das razões é o fato de os empreendimentos atuais serem projetados com metragens cada vez mais diminuídas, uma tendência de mercado no mundo todo, aliás. A questão, por sua vez, aponta para uma das maiores dificuldades quando o assunto é morar em espaços reduzidos: a hora de projetar a decoração. Afinal, em um lugar pequeno, muitos itens podem ficar em excesso, enquanto que poucos dão aquela impressão de vazio. É diante desse nada diminuto dilema que se torna valiosíssimo apostar na contratação de um arquiteto para otimizar os espaços.

                                   

Justamente pelo fato de os imóveis serem compactos, os profissionais oferecem soluções inteligentes que maximizam os espaços, tornando-os, ainda, mais funcionais e bonitos. Ao longo da carreira, a arquiteta Cristiana Cardoso, por exemplo, tem assinado diversos projetos com esse perfil e considera bastante prazeroso pensar em propostas assim. “Até pouco tempo, as pessoas ficavam inibidas em acionar um arquiteto quando o apartamento era compacto. Mas, hoje, já entendem que é fundamental justamente por conseguirmos solucionar alguns entraves. Eu acho incrível entregar moradas aconchegantes em espaços pequenos”, afirma.

Segundo a especialista, há algumas tendências e dicas para moradias com restrição de espaço, e apostar nelas rendem ótimas alternativas na composição do décor. “Móveis modulados são bem interessantes. Saber utilizar cores que jogam a favor da sensação de ampliação, iluminação adequada, espelhos na sala... Jardins verticais também. Não é preciso abrir mão das coisas. Basta readequá-las. Acho que este é o grande truque de projetos assim”, avalia.

                                    


Cristiana Cardoso indica algumas tendências que são bastante usadas atualmente para compor a decoração de um apartamento pequeno. De acordo com a arquiteta, a integração de espaços é uma delas. Isso significa apostar no uso mínimo possível de paredes. “Também deve-se ter um layout inteligente e mobilidade das peças complementares para serem mudadas de lugar, a depender da ocasião, mas sem desfigurar o conceito-base do projeto”, explica.


Outra dica importante é disponibilizar a iluminação cênica apropriada, a fim de favorecer os vários ângulos dos ambientes. E, por último, a arquiteta destaca a importância de ter um estilo bem definido com a composição de objetos e tecidos, e a união disso tudo com o verde, através do uso de plantas, o que, segundo Cristiana Cardoso, está cada vez mais presente e necessário nas vidas das pessoas.