14/09/2018 as 09:17

Técnicas

Home staging impulsiona negociação de imóveis

Técnica mistura conceitos de design, marketing e psicologia para tornar casas ou apartamentos mais agradáveis e atraentes


Já deu para perceber que há muita oferta de imóveis para aluguel e venda no mercado sergipano. Basta dar uma circulada por Aracaju para constatar que, cada vez mais, placas de “Vende-se” e de “Aluga-se” figuram constantemente em prédios e casas. E não é característica de um bairro apenas. É geral. Diante disso, se você tem pressa em vender seu imóvel, precisa conhecer a técnica de home staging (em tradução livre, montagem caseira), que mistura conceitos de design, marketing e até psicologia, a fim de tornar um imóvel mais agradável e atraente para uma negociação. Ou seja, a técnica molda o ambiente para que ele encante o comprador.

                                          

Em resumo, o home staging nada mais é do que um marketing para seu imóvel. Assim, a casa vira uma vitrine de loja que chama a atenção dos potenciais compradores. Vale destacar, inclusive, que o home staging já é muito utilizado fora do Brasil. Uma pesquisa da National Association of Realtors (NARS), feita nos Estados Unidos, diz que o tempo de venda é 50% mais rápido após o home staging. E a valorização do imóvel pode chegar até 15% do valor real.

Em Aracaju, a técnica é desenvolvida pela designer de interiores Andrea Fonseca, que explica o processo focado na decoração, organização e limpeza. “Ao contrário do que se pensa, o home staging não faz reformas. Não vamos quebrar paredes e nem nada do tipo. O trabalho consiste em arrumar o imóvel desde o menor detalhe até questões maiores, envolvendo pintura de parede ou mudança de peças do piso”, esclarece.

Após a parte estrutural e mais básica ficar pronta, Andréa Fonseca acrescenta, mudam-se detalhes na circulação. Segundo ela, não dá para o cliente ficar esbarrando nos móveis ou se decepcionar quando visita o imóvel in loco. “Precisamos surpreender e mesmo encantar. Objetos estrategicamente posicionados são capazes de causar bem-estar ao potencial comprador, atraem a atenção e deixam boas lembranças do ambiente. Coisas simples, como uma toalha limpa, uma almofada nova...”, exemplifica.

O home staging objetiva fazer com que o visitante se sinta em casa ou queira que aquele local seja o lar dele. Há situações em que os espaços à venda já estão em bom estado. Nesse caso, os profissionais entram para direcionar a fotografia e proporcionar aquele ar de casa de revista. De acordo com Sid Melo, corretora de imóveis e analista imobiliária, e que trabalha com Andrea nesse segmento, boa parte dos contatos surgem através da internet, e é imprescindível que hajam também fotos atrativas.