25/01/2019 as 15:07

Brasileiro

Biomassa sustentável reduz custos das obras em 40%

Chamado de Argamassa Polimérica Pronta, o produto reduz o custo de alvenaria em 40% e o consumo de água em incríveis 95%.


Biomassa sustentável reduz custos das obras em 40%

A Biomassa do Brasil precisou de dois anos em laboratório até chegar a um resultado absolutamente novo: uma argamassa realmente sustentável. Chamado de Argamassa Polimérica Pronta, o produto reduz o custo de alvenaria em 40% e o consumo de água em incríveis 95%.

A biomassa é, ainda, capaz de acelerar a obra em até quatro vezes, se comparada às argamassas tradicionais, fazendo valer o adjetivo “sustentável” em dois pontos: ambiental, pois consome quantidades menores de água, e financeiro, já que diminui o custo de alvenaria. “É uma massa pronta, e você vem colando blocos. Você agiliza a construção de três a quatro vezes mais rápido e economiza água”, explica Ricardo Strafacci, que, com o irmão Gilberto Strafacci, é fundador da Biomassa do Brasil.

Segundo Ricardo, a construção civil precisava mudar e se adaptar à necessidade urgente de uma vida mais sustentável. Isso porque cimento, areia, cal e água, a fórmula que vem mantendo as cidades de pé há séculos, é também a fórmula do desperdício e da poluição. Isso porque 3% de toda a energia consumida no planeta é utilizada para a fabricação de cimento, e cada tonelada de cimento produzida emite cerca de 900 quilos de CO2 (gás carbônico) na atmosfera.


Diante dessas informações e da necessidade de um produto sustentável, a biomassa foi feita com uma mistura de polímeros com minérios inertes (que não exigem queima) e não utiliza nenhum dos componentes da argamassa tradicional. E, principalmente, não utiliza cimento. O produto já vem pronto, com um método de aplicação exclusivo e eficaz, para ser aplicado sobre, por exemplo, os tijolos, a fim de levantar uma parede. (Com informações da Hypeness)