08/02/2019 as 11:04

Visita

Kit vistoria é essencial na hora de visitar um imóvel

Conheça a lista de ferramentas fundamentais para ter em mãos no dia da visita.


Kit vistoria é essencial na hora de visitar um imóvel

Depois de muito procurar por um imóvel em sites de busca, você finalmente encontrou aquele que vale a pena ser visitado. O momento da vistoria chegou e pode parecer uma tarefa simples, mas, para que nenhuma surpresa ocorra depois da assinatura do contrato, é importante estar atento e levar em conta aspectos que às vezes passam despercebidos.

Não há lei que obrigue as construtoras a permitirem ao proprietário conferir a qualidade do imóvel quando ele fica pronto. Ainda assim, a vistoria virou praxe para apartamentos adquiridos na planta, tanto que consta do contrato de compra e venda como condição para a entrega das chaves. Após a longa espera pelo novo lar, aproveite essa oportunidade e verifique se a água corre para o ralo no banheiro, se as paredes estão retas, se as janelas e portas fecham bem, se os revestimentos estão perfeitos… Dá um certo trabalho, mas pode evitar muita dor de cabeça depois.


Diante disso, é essencial ressaltar a importância do “kit vistoria”, uma ideia pensada no aproveitamento máximo do tempo de visita.

Com essas dicas, no caso de um imóvel já pronto, você se prepara para entrar sem medo na decisão de fechar negócio e ficar com o imóvel que mais agradá-lo. A seguir, veja algumas ferramentas que podem ser muito úteis na hora da vistoria.

1 – Lanterna
Muitas vezes, o imóvel está com a energia elétrica cortada, principalmente se ele estiver à venda. Por causa da falta de luz, muitos detalhes podem ficar escondidos, como rachaduras, sinais de infiltração, manchas no azulejo etc. Para reverter isso, é válido levar uma lanterna ou qualquer outro objeto que emita luz – pode ser a lanterna do próprio celular – e lhe auxilie a enxergar melhor os detalhes durante a vistoria.

2 – Trena
A trena é importante, sobretudo, para se certificar sobre o acabamento do imóvel. Você pode utilizá-la, por exemplo, para medir de uma ponta a outra a parte de cima da porta. Se a medida não for a mesma nas duas extremidades, significa que a porta não foi bem instalada, provavelmente sem se atentarem à retilineidade no momento da instalação. Caso você tenha o memorial descritivo do imóvel em mãos, a trena também pode ser útil na medida dos ambientes como um todo, de modo que você possa se certificar se tudo saiu conforme o previsto no projeto.

3 – Papel para anotações
Anote tudo que você perceber que precise de conserto ou algum tipo de modificação. Desse jeito, você não vai se esquecer de nada na hora de informar à construtora ou imobiliária sobre quais as necessidades do imóvel em questão.











Quer receber as melhores notícias no seu Whatsapp?

Cadastre seu número agora mesmo!

Houve um erro ao enviar. Tente novamente mais tarde.
Seu número foi cadastrado com sucesso! Em breve você receberá nossas notícias.