22/03/2019 as 10:25

Habitação

Valor de imóvel financiado terá aumento

Com o anúncio da Caixa, o subsídio se iguala ao destinado a imóveis de cidades com máximo de 50 mil habitantes.


Valor de imóvel financiado terá aumento

Como primeira mudança do ano de 2019, a Caixa Econômica Federal, órgão operador do “Minha Casa, Minha Vida“, aumentou o valor dos imóveis a serem financiados pelo programa a partir do uso do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). A mudança afeta diretamente famílias de municípios com até 20 mil habitantes, que antes podiam ter como subsídio para financiar imóveis da cidade o valor de R$ 95 mil. Com o anúncio da Caixa, o subsídio se iguala ao destinado a imóveis de cidades com máximo de 50 mil habitantes.


A nova medida vale para participantes da faixa 2 e 3 do programa, que possuem renda máxima de R$ 4 mil e R$ 7 mil, respectivamente. Para quem faz parte da faixa 1,5 (renda de até R$ 2.600), os subsídios oferecidos permanecem o mesmo.


Com a mudança, os novos limites do valor do imóvel em cidades pequenas, de acordo com o estado, ficam da seguinte forma: Distrito Federal, São Paulo e Rio de Janeiro – R$ 145 mil para cidades de até 50 mil habitantes; Região Sul, Espírito Santo e Minas Gerais – R$ 140 mil para cidades de até 50 mil habitantes; Região Centro-Oeste (com exceção do DF) – R$ 135 mil para cidades de até 50 mil habitantes; Regiões Norte e Nordeste – R$ 130 mil para cidades de até 50 mil habitantes.

A última mudança feita no “Minha Casa, Minha Vida” havia acontecido no dia 31 de dezembro de 2018, ainda sob a decisão do então presidente Michel Temer, que diminuiu o valor do subsídio oferecido a famílias com renda de até R$ 1.600.











Quer receber as melhores notícias no seu Whatsapp?

Cadastre seu número agora mesmo!

Houve um erro ao enviar. Tente novamente mais tarde.
Seu número foi cadastrado com sucesso! Em breve você receberá nossas notícias.