28/04/2018 as 20:45

EM LAGARTO

Primeira cirurgia buco-maxilo-facial é realizada no Hospital Universitário

Equipe responsável contou com cirurgiões buco-maxilo-faciais e acadêmicos do Campus UFS Lagarto


Primeira cirurgia buco-maxilo-facial é realizada no Hospital UniversitárioDivugação

 

Em iniciativa pioneira e de integração ensino-serviço, na manhã desta quinta-feira, 19, foi realizada a primeira cirurgia buco-maxilo-facial no Hospital Universitário de Lagarto, iniciativa que a um só tempo passa a atender a uma demanda da população local por procedimentos dessa natureza e abre um novo cenário para o ensino profissional de Odontologia na unidade hospitalar. A cirurgia e traumatologia buco-maxilo-facial é uma especialidade da Odontologia que tem por finalidade prestar assistência a pacientes que necessitam de tratamento para deformidades, traumas e patologias da face. Os procedimentos realizados nessa manhã beneficiaram dois usuários, um com cisto volumoso intraósseo na mandíbula, e outro com osteomas – crescimento ósseo anormal na face.

“Isso é um novo cenário que se abre, tanto na Odontologia para pessoas portadores de necessidades especiais quanto na atenção eletiva em cirurgia buco-maxilo-facial”, ressaltou Paulo Henrique Luiz de Freitas, cirurgião e professor do curso de Odontologia (UFS Lagarto), profissional que liderou a equipe responsável pela realização das cirurgias. “Dentro em breve, esperamos que certos procedimentos mais complexos possam ser oferecidos, para proporcionarmos ainda mais benefícios para coletividade”, reforçou, dando conta ainda de que os pacientes que sofrem de alguma deformidade, patologia ou trama da face pode buscar orientação na Clínica-Escola de Odontologia, que fica localizada no Campus da UFS de Lagarto, às terças-feiras pela manhã e quintas-feiras à tarde. Também fizeram parte da equipe o cirurgião Gustavo Almeida Souza (professor da UFS Lagarto). E os acadêmicos Manuela Stefane, Daniella Leane, Larissa Sandes, Júlio César, Eloeze Santana e Isaías Queiroz.

Resolutividade

Ana Paula, 24, uma das pacientes atendidas e beneficiadas com o novo serviço do HUL lembrou que há três anos vinha apresentando o problema de saúde. “Há três anos o problema apareceu e agora tivemos essa oportunidade”, comentou. Para ela, o fato de ter contado com o serviço na sua própria cidade foi mais um motivo que ajudou na sua decisão de se submeter logo ao procedimento cirúrgico. “Foram os anjinhos que cuidaram de mim aqui”, disse, referindo-se à forma como foi acolhida e cuidada pelos profissionais. O outro paciente atendido, Wesley Costa, 32, conviveu com o problema de saúde por mais tempo ainda - nem mesmo se esforçando conseguiu precisar quando o problema de saúde foi iniciado. “Vinha há muito tempo querendo resolver isso, e hoje aconteceu, aqui perto, na cidade que convivo”, observou. “Gostei do atendimento, da atenção; foi nota mil”, avaliou.

Integração

“É um grande acontecimento, na medida em que inicia oficialmente a participação da Odontologia no atendimento, no cuidado aos pacientes do Hospital Universitário de Lagarto”, ressaltou o gerente de Ensino e Pesquisa do HUL-UFS, Fernando Every Belo Xavier. “Isso só reforça a importância da Odontologia integrada à equipe multidisciplinar da unidade, voltada para o cuidado integral ao paciente”, observou.

Fernando Every lembrou ainda que é mais seguro, tanto para o paciente quanto para o profissional, que a realização de procedimentos dessa natureza aconteçam no âmbito hospitalar, pelo fato de se tratar de usuários que apresentam uma condição de saúde de maior complexidade. “Em muitas doenças sistêmicas o diagnóstico é feito através da identificação de problemas na cavidade oral; e muitos problemas bucais podem causar doenças sistêmicas, a exemplo de endocardite ”, alertou. 

O professor Fernando Every também observou que a presença da odontologia no ambiente hospitalar propicia um cenário de prática diferente para os discentes do curso. “A presença dos estudantes acompanhando essas atividades possibilita uma conexão com os discentes de outros cursos da área de Saúde da UFS, o que só fortalece o trabalho multidisciplinar, que é uma marca da UFS de Lagarto”, concluiu.