28/04/2018 as 22:02

2018/2019

Complexo Termoelétrico Porto de Sergipe I

A Celse - Centrais Elétricas de Sergipe S.A. assinou os contratos de financiamento do projeto do Complexo Termoelétrico Porto de Sergipe I.


Complexo Termoelétrico Porto de Sergipe IDivulgação

 

O empreendimento, localizado em Barra dos Coqueiros, representa o maior investimento privado já feito em Sergipe. A concessão do financiamento acontece depois de a empresa receber todas as licenças ambientais aplicáveis para a atual fase do projeto, sendo a última delas, da parte Offshore, que foi concedida pelo Ibama em 29 de março.

O Governador de Sergipe, Belivaldo Chagas, destaca a relevância do financiamento e corrobora a credibilidade da CELSE.  “A confirmação desses aportes na Termoelétrica de Sergipe por essas instituições demonstra a solidez e seriedade desse projeto. O estado de Sergipe acredita muito neste empreendimento como um vetor importante para o desenvolvimento econômico e social do nosso estado e comemora com alegria todos os passos em direção a efetividade da sua implantação”, ressaltou o Governador do Estado de Sergipe, Belivaldo Chagas.

A CELSE agradece o apoio do Governo de Sergipe para a implantação do projeto. “Desde o início, empreendimento foi classificado pelo Governo como um marco histórico para o Estado, pelos investimentos e pela cadeia de novos negócios que serão gerados com a chegada do projeto. Somos gratos pelo apoio que recebemos temos muita satisfação em contribuir com o desenvolvimento da região”, comemora o presidente da CELSE, Eduardo Maranhão.

O Complexo é composto pela Usina Termoelétrica Porto de Sergipe, que processará gás natural em energia elétrica; Linha de Transmissão, que levará energia até a rede de transmissão; e as Instalações Offshore, que contemplam a unidade de armazenamento e regaseificação do Gás Natural Liquefeito (GNL), o sistema de ancoragem, o gasoduto para transporte até a usina e as adutoras de captação de água e descarte de efluentes.

A implantação do complexo teve início em agosto de 2016, e atualmente a fase de construção civil está em conclusão e já teve início a montagem eletromecânica. Em 2019, começa a fase de testes e comissionamento. Em janeiro de 2020, a usina estará pronta para fornecer energia comercialmente.