21/05/2018 as 13:38

Municípios

Perícia apura primeiros detalhes do acidente com ônibus em Poço Redondo

Duas pessoas morreram no acidente e outras 34 ficaram feridas.


Perícia apura primeiros detalhes do acidente com ônibus em Poço RedondoFoto: Divulgação

Na manhã do último sábado, um ônibus tombou no município de Poço Redondo, mais precisamente no Povoado Queimada Grande. A princípio o Ciosp acionou e transmitiu a ocorrência do acidente. Segundo o perito criminal Fabrício Rodrigues, esse tipo de perícia é bastante complexo, pois mesmo que o acidente seja involuntário, ele é previsível ao longo da via e alguém pode ter descumprido o código de trânsito. Por isso, é importante que seja realizada a perícia de natureza criminal pelo órgão responsável, que é o Instituto de Criminalística.

Na chegada ao local, o perito criminal relatou que diversos vestígios materiais foram constatados e analisados, sobretudo instantes imediatos que precederam o acidente, entre eles o local da saída de pista do veículo. Durante a perícia, também foi examinado o cadáver e o veículo, principalmente as partes mecânicas, isso vai permitir que a perícia chegue à definição das condições em que o fato ocorreu, a dinâmica do evento, o estabelecimento da causa determinante, ou seja, se a causa foi o meio, se foram as falhas do sistema viário, se foi a máquina associada à falha mecânica do veículo ou ainda se a causa foi o ser humano.

Conforme é recomendado no Código de Trânsito, foi coletado pela perícia o disco do tacógrafo, que registra instantaneamente a velocidade, o tempo e a distância percorrida pelo veículo, que depois será analisado para descobrir se o veículo encontrava-se em uma velocidade superior à velocidade regulamentar da via.

"Ainda é muito cedo para levantar suspeitas ou definir o fator causador do acidente. Outros exames periciais ainda são necessários para chegar a uma conclusão. Tudo que for analisado e interpretado será consignado no laudo pericial", explicou o perito criminal Fabrício Rodrigues.

Vítimas

No acidente, duas pessoas morreram. O Instituto Médico Legal (IML) liberou, na manhã deste domingo (20) os corpos das duas vítimas fatais do acidente, o do jovem Kaique da Cruz Santos, 22 anos, e Veranisse Valentim de Souza, de 64.

Das 34 vítimas do acidente, 16 foram atendidas pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), incluindo os óbitos. As vítimas foram encaminhadas ao Hospital Regional de Itabaiana, Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), em Aracaju, e mais três para dois hospitais particulares na capital.

Duas das vítimas do acidente permanecem estado grave no Hospital de Urgência de Sergipe (Huse). L.A.S., 41 anos, sexo feminino, está na ala vermelha, consciente e orientada, politrauma, contusão pulmonar à esquerda.Fez pneumotórax, em uso de dreno. Teve fratura transversa em L2, L3 e L4 - tratamento conservador, luxação de cotovelo direito - reduzido e imobilizado - tratamento conservador. Acompanhada pela torácica. Já N. L.N, 47 anos, está na ala verde. Teve fratura de fêmur, consciente e orientada. Acompanhada da irmã e do sobrinho de 9 anos que não sofreram com o acidente. A família está tentando viabilizar transferência para Salvador.

 

Com informações da SSP/SE