11/04/2019 as 14:05

INTERIOR

Municípios sergipanos sofrem redução de abastecimento de água

A situação já está sendo reparada pelas equipes da Deso e a previsão é que os serviços sejam concluídos às 17h desta quinta-feira


Municípios sergipanos sofrem redução de abastecimento de águaFoto: Divulgação

Algumas cidades e povoados do interior do estado estão com o abastecimento reduzido nesta quinta-feira (11) em virtude da falha no fornecimento de energia por parte da concessionária e, também, devido a manutenção corretiva e turbidez de água. A Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso) está atuando na resolução da problemática e o serviço deverá ser normalizado após conclusão dos trabalhos das equipes, previstos para o final da tarde de hoje.

De acordo com a Deso, a situação afeta os municípios de Amparo do São Francisco, Canhoba, Nossa Senhora de Lourdes, Itabi, Aquidabã, Graccho Cardoso, Cumbe, Feira Nova, Gararu, Nossa Senhora das Dores (parte da zona rural), Nossa Senhora da Glória (zona rural e os conjuntos Cohab, Alto da Glória, Divineia e as Fábricas), Riachuelo (incluindo os bairros Divinéia e Roque Mendes, o loteamento Tasso Garcez, o Morro da Rádio e adjacências), Cumbe e Telha -- na sede e povoados.

No caso envolvendo o município de Cumbe, segundo o gerente da Regional do Sertão, Marcelo Barreto, a turbidez da água tem relação com as fortes chuvas que caíram nos últimos dias. “O município fica no final de linha da rede e acaba acumulando os dejetos. Para resolver a situação, a Deso está dando descargas no sistema e fazendo limpeza da rede e de reservatórios. A empresa refuta a informação de que a água em toda região está assim há quase dois meses, pois não houve demanda e nem registro de reclamação. Ainda assim, como são 234 reservatórios, casos pontuais podem acontecer e será dada uma atenção maior a este reservatório. Contudo, é importante ressaltar que as ações de limpeza de reservatórios e descargas de rede estão sendo executadas e, após a finalização desses serviços, a água deverá voltar ao padrão normal a partir de amanhã”, informou.

Fonte: ASN