02/09/2019 as 10:51

Aponta Datafolha

Reprovação de Bolsonaro aumenta de 33% para 38%

Bolsonaro segue liderando como o presidente eleito mais mal avaliado em um primeiro mandato.


Reprovação de Bolsonaro aumenta de 33% para 38%Foto: Wilson Dias

A pesquisa Datafolha, divulgada nesta degunda-feira, 02, pelo jrnal Folha de São Paulo, aponta que a reprovação do presidente Jair Bolsonaro (PSL) se elevou de 33% para 38% em pouco menos de dois meses. O percentual que avalia o seu governo como ruim ou péssimo ultrapassa o número de entrevistados que considera bom ou ótimo. Em julho, período que ocorreu a última pesquisa, o presidente era aprovado por 33% e rejeitado por 33%.

A aprovação de Bolsonaro, segundo a pesquisa, caiu de 33% para 29%, dentro do limite da margem de erro de dois pontos percentuais para mais ou para menos. Em relação a avaliação do governo como regular, os dados apontam que essa ficou estável, passando de 31% para 30% agora, na mais recente pesquisa. 

Conforme o intituto, em abril, 30% dos brasileiros consideravam o governo ruim ou péssimo. Outros 33% consideravam o governo regular e 32% bom. 

De abril até os dias atuais, o presidente Bolsonaro foi protagonista de declarações e ações polêmicas. Entre elas, estão alegações como o paradeiro do corpo do pai do presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Felipe Santa Cruz, a indicação do seu próprio filho para a embaixada do Brasil em Washington e o desentendimento com o presidente da França, Emanuel Macron. 

Com 38% de reprovação, Bolsonaro segue liderando como o presidente eleito mais mal avaliado em um primeiro mandato, se comparado aos governos de Fernando Henrique Cardoso, Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff. 

Nesses oito primeiros meses de governo Bolsonaro, ele apresente maior rejeição que seus antecessores, já que Dilma tinha rejeição de 11%, Lula de 10% e FHC de 15%.