21/02/2018 às 13h23 - Turismo

Governo discute projeto da Orla Sul com donos de bares

A orla será construída de onde existia o Hotel Parque dos Coqueiros até próximo ao antigo farol do Mosqueiro, onde finaliza a rodovia derrubada pelas águas do mar.

Por: ASN

Foto: Ascom/Setur

 

A região da Rodovia José Sarney, na região sul de Aracaju, terá um grande incremento turístico com a construção da Orla Sul. Trata-se de uma área de 17 km de extensão; com calçadão, ciclovia, urbanização, iluminação em led, parques infantis, áreas para a prática esportivas, locais de convivência, entre outros. O projeto do governo do Estado, com investimento garantido pelo Prodetur/SE, está sendo desenvolvido com a participação dos donos de bares e restaurantes da região. Nesta terça-feira (20), o secretário de Turismo, Fábio Henrique, reuniu os proprietários de bares da região para tratar sobr eo projeto.

 

“Estamos aqui para que o projeto não saia somente do que pensa o governo. Essa é uma audiência pública, em que os empresários irão expor as necessidades, discutir o projeto. Tudo será feito com diversas mãos. A construção dessa orla será exitosa por ser uma parceria entre o governo e os donos dos bares”, explicou o secretário de Estado do Turismo, Fábio Henrique.

 

A orla será construída de onde existia o Hotel Parque dos Coqueiros até próximo ao antigo farol do Mosqueiro, onde finaliza a rodovia derrubada pelas águas do mar. A primeira audiência pública aconteceu no Hotel Celi, na noite de segunda (dia 19), e contou com a participação da direção da Associação de Bares e Restaurantes da Sarney e proprietários dos 22 bares que compreende a primeira etapa.

 

A arquiteta Clarice de Almeida, que coordena o consórcio que está elaborando o projeto construtivo da orla, disse que já houve uma pesquisa que norteia o estudo das necessidades para os frequentadores da praia e também os donos dos bares. “A obra será iniciada pelo trecho de maior fluxo de pessoas, que compreende à área de 22 bares. O projeto será desenvolvido adequando o ambiente, sem retirar nenhum bar e possibilitando a acessibilidade”, detalhou a arquiteta.

 

O secretário Fábio Henrique enfatizou que a determinação do governador Jackson Barreto é para interagir com os donos dos bares. Ele lembrou que a região é explorada turisticamente há muitos anos, mas nunca recebeu uma ação de reestruturação. “Queremos tornar mais bonito o que já é bonito, e esse diálogo entre as partes tem a mesma finalidade”, disse o secretário.

Comentários

comments powered by Disqus