31/01/2018 às 09h59 - Cultura

Curta-metragem será gravado na caatinga sergipana

Em meio a esse sofrimento, o destino a coloca diante de um amor improvável, capaz de ressuscitá-la novamente para a vida.

Por: JornaldaCidade.Net

No próximo domingo, 4, acontece o primeiro ato de divulgação do curta-metragem “Secas Tristes”, que será filmado em plena caatinga sergipana, na região limítrofe entre os municípios de Poço Redondo e Canindé de São Francisco.
 
Escrito pelo roteirista Joângelo Divino, o curta - que tem como uma das protagonistas a atriz Grazi Freitas, da CIA de Teatro É-Teatro, direção geral de Ivan Antônio e direção fotográfica de Edinaldo Nascimento -, retrata, de forma ácida, a vida de uma sertaneja que é violentada diariamente pelo marido, um jagunço temido por toda a cidade de Poço Redondo, na atmosfera do Cangaço dos anos 30.
 
Em meio a esse sofrimento, o destino a coloca diante de um amor improvável, capaz de ressuscitá-la novamente para a vida.
O curta, que deve ser gravado agora em março, objetiva inserir e fixar Sergipe no cenário cinematográfico nacional.

Comentários

comments powered by Disqus