04/04/2018 às 16h06 - Cultura

The Baggios lança o Ep ‘Juliana’

No primeiro show de 2018, o trio sobe ao palco do Teatro Atheneu para celebrar 14 anos de música.

Por: Gilmara Costa/ Equipe JC

Foto: Jessica Dias/Divulgação
Rafael Ramos, Júlio Andrade e Gabriel Carvalho formam e celebram a The Baggios

 

São 14 anos de existência, palcos, turnês (nacional e internacional), seja em duo ou trio, prêmios e indicações (inclusive ao Grammy Latino), que colocam a banda The Baggios em crescente alcance da maturidade pré ‘debu’ na linha sonora evolutiva. É nesse período transitório entre o disco ‘Brutown’, de grito coletivo e social, e o que está porvir – ainda inonimado, mas em produção -, que o grupo lança o Ep ‘Juliana’, trabalho envolto por uma pessoalidade compartilhada com tantos outros, numa espécie de brutalidade musical que quebra silêncios e encontra outras vozes. 

 

“Esse Ep é algo transitório entre o disco Brutown, que nos trouxe muitas conquistas e que continuamos a trabalhar este ano, e o novo que ainda nem nome tem, mas já está sendo pensado e trabalhado. O ‘Juliana’ é uma homenagem à minha irmã, que faleceu em 2009, com três músicas que ficaram de fora do último disco, pois entendemos que o ‘Brutown’ era mais um grito social caótico. E essas três músicas têm uma temática mais pessoal, uma conexão que merecia algo individual e então surgiu essa ideia do Ep. Era um projeto antigo, adiado por mim e que agora estou colocando para fora, através da arte, numa espécie de alívio”, explicou o ‘baggios’ Julio Andrade. 

 

O momento festivo e transitório sobe ao palco do Atheneu, no próximo dia 6, às 21h, numa grande celebração ao público da maturidade da banda sergipana. “Será um show em que estaremos comercializando os produtos da banda, então quem quiser colecionar, será uma oportunidade, levaremos o Ep ‘Juliana’, cujo lançamento virtual acontece na próxima semana, e iremos tocar nossas canções, numa celebração a nossa evolução, amadurecimento, sempre crescendo e conquistando espaços”, afirmou Julio. 

 

Ainda como trabalho do ‘Brutown’, Julio fala sobre o lançamento de dois clipes este ano. “Continuamos com a turnê do disco, temos ainda vídeos para lançar. Mas, nesse período de transição sentimos a necessidade de lançar esse trabalho e a gente espera que a galera curta bastante, pois reflete o meu crescimento enquanto compositor e do grupo, enquanto uma banda que cresceu, ganhou prêmios, se tornou conhecida de jornalistas e críticos no país inteiro e fora também, ganhando notoriedade e conquistando o público”, destacou. 

 

Três momentos 


Num breve retrospectiva de três momentos marcantes durante os 14 anos da banda, Julio Andrade destaca o lançamentos dos álbuns, numa discografia evolutiva de sons, letras, público e reconhecimento. “Os três primeiros anos da banda foram bastante significativos, durante o processo embrionário, o meu de compor em português, descobrindo a música brasileira, dos sonhos e, da própria composição da banda. Em segundo, o lançamento dos discos ‘The Baggios’ (2011) e ‘Sina’ (2013), em que nos tornamos conhecidos por jornalistas, e ‘Brutown (2016), que foi um disco que intensificou mais a nossa notoriedade, do público de identificando, das indicações aos prêmios”, revelou. 

 

The Baggios 


Com três álbuns, três EP’s e um DVD ao vivo, o The Baggios ganhou em 2010 o Prêmio Nacional da ARPUB com a música “Em Outras”, tem clipes veiculados em diversos canais especializados e citações em jornais do Brasil e do mundo. Seus dois álbuns de estúdio marcaram presença em dezenas de listas de “Melhores do Ano”, e a música “Sem Condição” foi eleita pela revista Rolling Stone como uma das melhores de 2013. 

 

Em 2016 foi uma das atrações do Festival Lollapalooza. Suas turnês passaram por mais de cinquenta cidades brasileiras, e recentemente pelo México, onde fizeram seis apresentações e ganharam destaque na mídia local. A banda vem se apresentando em grandes festivais do país, como Virada Cultural de São Paulo, Festival Porão do Rock e Porto Musical, além de ter se apresentado em lugares consagradas como Auditório Ibirapuera, Circo Voador e Sesc Pompeia, considerados o berço do Rock Brasileiro.

Comentários

comments powered by Disqus