18/05/2017 às 08h46 - Saúde

Vacina contra gripe atinge quase 60% em Sergipe

Das 410 mil doses disponíveis para o estado, 243 mil foram aplicadas.

Por: JornaldaCidade.Net

Das as 410 mil doses da vacina contra influenza disponíveis para Sergipe, 243 mil foram aplicadas, ou seja, quase 60%. As doses foram distribuídas pelo Ministério da Saúde (MS), através da Secretaria de Estado da Saúde (SES), que as destinou aos municípios sergipanos responsáveis pelas aplicações.

A ação está inserida na Campanha Nacional de Vacinação Contra Influenza, que acontece entra na 19ª edição.

A campanha contempla, prioritariamente, idosos a partir de 60 anos, crianças de seis meses a cinco anos, grávidas, mães que tiveram bebês recentemente, indígenas, funcionários do sistema prisional, diabéticos, hipertensos e transplantados, pessoas privadas de liberdade, trabalhadores de saúde e, agora, professores da rede pública e particular de ensino. O motivo pelo qual essas pessoas devem ser alcançadas é a facilidade maior com que adoecem, por isso, são consideradas prioritárias.

Segundo a coordenadora do Programa de Imunização da SES, Sândala Teles, mesmo tendo alcançado mais da metade do público alvo, o percentual referente à aplicação em Sergipe ainda não atende a meta estabelecida pelo Ministério da Saúde. “É necessário que os municípios intensifiquem mais a aplicação da vacina em cidadãos inseridos nesses grupos prioritários a fim de que possamos inibir a proliferação do vírus”, declarou.

Para ter acesso à vacina, a pessoa que se enquadra no público alvo deve procurar uma Unidade Básica de Saúde (UBS) munida do cartão do Sistema Único de Saúde (SUS). Ao receber a vacina, ela estará protegida contra três subtipos de gripe: A/H1N1; A/H3N2 e a Influenza B. As doses da vacina contra a influenza também contemplam grupos de pessoas que apresentam doenças etimologicamente relacionadas à gripe influenza, tais como pacientes com doenças respiratórias, cardíacas, renais, hepáticas, neurológicas crônicas, entre outras patologias.

Comentários

comments powered by Disqus