17/07/2017 às 14h58 - Saúde

Hemose registra 863 doações de sangue

Foram registrados 1.164 comparecimentos e 863 coletas de sangue nas duas primeiras semanas de julho.

O Centro de Hemoterapia de Sergipe (Hemose) unidade da Fundação de Saúde Parreiras Horta (FSPH) que integra a Rede Estadual de Saúde registrou 1.164 comparecimentos e 863 coletas de sangue, nas duas primeiras semanas de julho.

 

Em relação ao mesmo período do ano passado, houve um decréscimo nas doações, provocadas por doenças ocasionais, como gripes, resfriados e o período chuvoso, que dificultam o acesso ao serviço.

 

Como a necessidade por doadores é diária, umas das estratégias da gerência de Captação do Hemocentro para melhorar o estoque de plaquetas é a doação pelo método da Aférese. Sabendo da importância dos hemocomponentes sanguíneos para os usuários assistidos na rede hospitalar do Estado, a colaboradora Brenna Rayssa Porto Veiga, colaborou com o serviço.

 

 “É importante ressaltar que por essa metodologia com uma única doação de plaquetas é possível beneficiar de quatro a seis pacientes”, informou gestora da pasta, Rozeli Dantas.

 

A plaqueta é uma célula do sangue responsável pela coagulação, utilizada para combater sangramentos internos. Geralmente a solicitação pelo hemocomponente vem dos médicos para atender pacientes que sangram devido à baixa contagem de plaquetas em decorrência de leucemias, câncer, anemia aplástica, quimioterapia, radioterapia, dentre outras enfermidades. De acordo com a assistente social, a redução no número de comparecimentos de doadores vem se intensificando desde o início deste mês.

 

 “Temos acionado doadores via telefone, redes sociais e com o apoio da imprensa, mas a evasão de doadores ainda é grande. Apelamos para a responsabilidade social de quem pode doar e salvar vidas. Muitas pessoas estão dependendo desse gesto para manutenção dos seus tratamentos e para viver”, informou a assistente.

 

Conforme a gestora as chuvas e as viroses deste período do ano também contribuem para essa evasão de doadores. “Sabemos que este é um período em que os voluntários comparecem menos ao hemocentro, mas lembramos que a demanda vinda dos hospitais e também de pacientes portadores de anemias é alta e contínua. Qualquer baixa no estoque é sentida no atendimento”, alertou a gerente de Captação de Doadores do Hemose.

 

Para doar sangue é preciso esta bem de saúde, ter entre 16 a 69 anos de idade, ter mais de 50 kg, comparecer ao serviço bem alimentado e portar documento de identificação com foto, também é preciso não ter contraído doença de chagas, hepatite, entre outras enfermidades. Com relação aos impedimentos temporários às mulheres gestantes ou que estejam amamentando, também não podem doar por um período de um ano.

 

Agendamento

 

O Hemocentro de Sergipe disponibiliza para o público os serviços de agendamento de campanhas para doação de sangue, o cadastro de medula óssea e visitas técnicas. Para saber como realizar as solicitações, basta entrar em contato com o Serviço de Captação de Doadores. A unidade funciona diariamente de segunda à sexta-feira, das 7h30 às 17h. Mais informações através dos telefones (79) 3225-8000, 3225-8039 e 3259-3174.

 

 

Comentários

comments powered by Disqus