08/11/2017 às 16h02 - Educação

Estudantes da rede pública estadual representam Sergipe em evento científico internacional

Alunos tiveram projeto de incentivo à pesquisa selecionado para exposição na Ciência Jovem, que acontece em Recife, entre os dias 9 e 11 de novembro

Por: ASN

Foto: Ascom/SEED

 

"Fotografando com Ciência e Arte, um novo olhar para Malhada" é o título do projeto que representará Sergipe na 23ª edição da Ciência Jovem - Feira Internacional de Ciências, evento organizado pelo Espaço Ciência, da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado de Pernambuco. O trabalho foi desenvolvido de forma interdisciplinar por alunos do ensino médio do Colégio Estadual Emiliano Guimarães, unidade de ensino localizada no município de Malhada dos Bois, na região do Baixo São Francisco, e selecionado na categoria Incentivo à Pesquisa.

 

Os estudantes José Waldson e Bianca Nataly, alunos da segunda série do ensino médio no estadual "Emiliano Guimarães" e integrantes do projeto, e o professor de língua espanhola da escola, idealizador e orientador do projeto, Leonardo Victor Dias, embarcaram nesta quarta-feira, 8, para a cidade de Recife, onde participarão, nos próximos dias 9, 10 e 11, desta mostra científica, que será sediada no Shopping Paço Alfândega.

 

Ao todo, a organização da Ciência Jovem selecionou 270 dentre mais de 500 projetos científicos inscritos, em cinco categorias, por alunos de escolas públicas e privadas de todos os estados brasileiros e também do México, Paraguai, Chile e Colômbia. Para compartilhar experiências pedagógicas exitosas, foram selecionados também 30 trabalhos inscritos por professores, por meio da categoria Educação Científica, que inclui apresentação oral e exposição em banners. A expectativa dos realizadores é atrair a exposição um público superior a 10 mil pessoas.

 

Leonardo Victor explica que o projeto, em seu desenvolvimento, envolveu os alunos do ensino médio em estudos de variadas disciplinas tais como Arte, Física Química, História e Língua Espanhola. "Buscamos, com este projeto, valorizar a identidade cultural do município de Malhada dos Bois a partir da fotografia e, para isso, estudamos técnicas e conceitos desta arte, que se inter-relacionam com conteúdos de disciplinas obrigatórias".

 

Experiência

 

De acordo com o professor Leonardo, o apoio da Seed foi fundamental para que os alunos pudessem participar deste importante evento científico, algo que se configura como um "passo significativo para os jovens pesquisadores das escolas públicas sergipanas".

 

"Somos os únicos representantes de Sergipe nesta edição do Ciência Jovem. Nossa ida a esta feira nos servirá como experiência para eventos científicos que venhamos a participar futuramente", ressalta Bianca Nataly.

 

Aos 17 anos, ansioso tanto quanto sua colega de turma, José Waldson afirma que ter sido selecionado para participar deste evento fará com que eles desenvolvam cada vez mais trabalhos de iniciação à ciência.

 

Evento

 

Mais de 500 projetos se inscreveram e foram submetidos à análise da Comissão Avaliadora. A avaliação dos trabalhos expostos é feita por uma comissão com cerca de 150 profissionais especializados das universidades pernambucanas.

 

Os resultados são divulgados no último dia da Feira, durante a cerimônia de encerramento. Os projetos premiados são credenciados para participar de outras Feiras Internacionais e boa parte deles garante destaque. 

Comentários

comments powered by Disqus