19/06/2017 às 09h04 - Cidades

Centenas de oportunidades de emprego para Sergipe

Personality RH oferta 170 vagas de trabalho por mês em diversas áreas.

Por: JornaldaCidade.Net

A cada ano, a crise financeira que afeta o Brasil faz com que o índice de desemprego aumente. Mas, ao contrário do que muita gente pensa, existem muitas vagas de emprego e concursos públicos. Entre os principais concursos públicos abertos no país estão os da Defensoria Pública da União (DPU), Caixa Econômica Federal, Marinha, Exército, Ministério das Relações Exteriores e Empresa Brasil de Comunicação, entre outros, oferecendo mais de 1.180 vagas. 

Em Sergipe, além da DPU, órgãos como Universidade Federal de Sergipe (UFS), Procuradoria Geral do Estado (PGE/SE) e Prefeitura de São Domingos estão ofertando mais de 60 vagas. No Governo do Estado, está previsto um concurso para vagas de agente penitenciário. Mas, de acordo com informações de Assessoria de Comunicação da Secretaria de Estado da Justiça e Cidadania (Sejuc), o processo está em fase de estudo para definir a quantidade de vagas, mas entre os meses de setembro e outubro o governador Jackson Barreto deve anunciar o concurso.

Para vagas de emprego, também há muitas vagas disponíveis em Sergipe, para diversas áreas. Segundo a Assessora de Comunicação da Secretaria de Estado da Mulher, Inclusão, Assistência Social, do Trabalho e Direitos Humanos (Seidh), somente para pessoas com deficiência (PcDs) foram ofertadas mais de 120 vagas de almoxarife, atendente de telemarketing, técnico em edificações, pedreiro, servente de obras e auxiliar administrativo, entre outras funções. Tudo isso somente em um dia, através da realização de uma ação do órgão em parceria com diversas instituições para a inserção de PcDs no mercado de trabalho. 

Cadastro e intermediação de mão de obra, emissão de carteiras de trabalho, oferta de vagas, cursos profissionalizantes e oficinas de braile, libras e currículos foram apenas algumas das atividades que fizeram parte dessa ação. “É um trabalho contínuo que acontece no núcleo que tem vaga para pessoas com e sem deficiência todos os dias”, complementa Rebecca Melo. 

Segundo Solange Silva da Cruz, sócia-proprietária da Personality RH, está sendo ofertada na empresa uma média de 170 vagas por mês em áreas como o setor industrial, enfermeiro, auxiliar de enfermagem e recepcionista, entre outras funções. “O nosso processo começa com recrutamento de seleção, mas temos também com treinamento e desenvolvimento de pessoas. Fazemos o cadastro dos candidatos e todos que são cadastrados passam na entrevista com psicológico. Quando o cliente nos contrata, traça um perfil e a partir disso nós selecionamos e enviamos os possíveis candidatos. Por exemplo, recentemente o Hospital São José fechou uma parceria conosco e todo o processo é feito lá na empresa”, explica.

 

Em Aracaju

Apesar do percentual grande de desemprego, a média é de 19% de desemprego. Mas, a Agência do Trabalhador, da Fundação Municipal de Formação para o Trabalho (Fundat), tem disponibilizado vagas, tanto para nível médico quanto para nível superior e até para o ensino fundamental. 

São vagas de operador de caixa, de agente de limpeza, serviços gerais, pintor, engenheiro civil e bibliotecário, além de vagas para pessoa com deficiência. 

Segundo o presidente da Fundat, Luiz Roberto Dantas, não existe um número fixo de vagas, isso depende da demanda. “Este ano, nós já cadastramos algo em torno de cinco mil currículos em cinco meses e já tivemos mais de 600 encaminhamentos. Desse total, nós temos um total de 17% de pessoas que ficaram empregadas com carteira assinada. Diria que a gente já teve nesses cinco primeiros meses do ano algo em torno de 600 vagas para possibilidade de trabalho, desde grandes redes de supermercado, como grandes lojas de material de construção, shopping center. Mas o carro chefe continua sendo o telemarketing, que tem uma rotatividade muito grande e consequentemente uma maior demanda”, revela. 

Ainda segundo Dantas, a Agência do Trabalhador tem um sistema de cadastro do currículo. “Qualquer pessoa pode vir aqui, tanto cadastrar o currículo como tirar a sua primeira carteira de trabalho. O candidato faz o cadastro, diz quais os cursos que tem, bem como a experiência de emprego. Vem aqui na Fundat, recebe uma carta de encaminhamento. A partir daí, melhoramos o currículo e colocamos num envelope todos os seus certificados de curso e eles são encaminhados para seleção na empresa ou na instituição que está oferecendo as vagas”, afirma.

O presidente da Fundat ressalta que estão tendo oportunidades, algumas específicas, tanto para experiência como para determinados cursos, e outras que podem ser absorvidas pela pessoa que está procurando o seu primeiro emprego. “Mas, há necessidade de no mínimo ter formação em informática básica, ter um curso de vendedor para alguns casos”, reforça.

A Fundat informa que no momento há vagas para pintor imobiliário com experiência na área, ajudante prático de pintor industrial, encarregado de pintura imobiliária pintor de parede de apartamento de alto padrão, ajudante prático de pintura imobiliária, auxiliar administrativo, além de vagas para pessoa com deficiência como agente de portaria, auxiliar de expedição, promotor de vendas e vendedor.

Comentários

comments powered by Disqus