seta proxima

Próxima

Esclarecendo

17/04/2017 às 11h34 - Periscópio

Eduardo Amorim vai insistir em seu projeto

Ele tem em mente que tem grande chance de vitória e por isso vai estar no páreo em 2018.

Por: JornaldaCidade.Net

O senador Eduardo Amorim vai insistir em seu projeto de ser governador de Sergipe. Ele tem em mente que tem grande chance de vitória e por isso vai estar no páreo em 2018. Eduardo Amorim garante que não desistiu de seu sonho.

Na disputa 2
Quem também está na disputa do Governo de Sergipe é o atual vice-governador Belivaldo Chagas. O PMDB, segundo o seu presidente estadual, João Augusto Gama, considera Chagas uma boa opção. “Ele está bem cotado para entrar na disputa em 2018”, disse.

Extinção da punibilidade 1
O ministro Edson Fachin determinou à Procuradoria-geral da República que emita um parecer sobre a extinção da punibilidade dos senadores sergipanos Eduardo Amorim (PSC) e Maria do Carmo (DEM) – que foram citados em delações da Operação Lava Jato. Um experiente operador do Direito, em conversa com a coluna, explicou que se o ministro apresentou tal pedido é porque já deve ter localizado alguma causa de extinção da punibilidade.
 
 Extinção da punibilidade 2
A grosso modo, extinção de punibilidade é quando o estado perde o direito de punir ou dar continuidade à ação penal. Uma das causas mais famosas é a prescrição – mas existem outras. Ou seja, se não for iniciado inquérito para investigar Amorim ou Maria, não significa que não houve o pedido de dinheiro para ambos. Significa apenas que por motivos formais, legais, o processo não terá continuidade.
 
Extinção punibilidade 3
O fato é que os dois senadores sergipanos foram citados nas delações. O prefeito João Alves Filho (DEM) teria pedido R$ 600 mil à Odebrecht para a campanha deles. E fica a questão: por que um delator que está entregando figurões da política nacional teria o trabalho de citar nomes inexpressivos no cenário federal? Qual seria o interesse dele em prejudicar Maria ou Amorim? Por que ele mentiria para incluir esses dois nomes, sabendo que uma mentira pode anular todo o seu acordo de delação?
 
Não negou
Um leitor muito observador entrou em contato com a coluna para comentar: o senador Eduardo Amorim (PSC) enviou à imprensa um comunicado dizendo que jamais pediu dinheiro à Odebrecht e que não autorizou ninguém a fazê-lo. Mas em momento algum Amorim negou que João Alves tenha ido solicitar os recursos à empreiteira. Pelo contrário, ele disse claramente: “Quem pediu ou pegou o que não deveria, que pague pelas suas atitudes”, falou o senador.
 
Previdência 1
O senador Valadares (PSB) diz que é difícil para o seu partido aprovar todos os pontos da reforma da Previdência apresentada pelo governo. A questão da idade mínima igual para homens e mulheres, por exemplo, as regras de transição e a aposentadoria especial dos professores e trabalhadores rurais são temas muito sensíveis, que mexem com bandeiras do partido, segundo ele.
 
Previdência 2
“Minha opinião é que outras medidas podiam ser tomadas de imediato para garantir o equilíbrio do sistema previdenciário e deixar para mais adiante mudanças substanciais, para garantir o pagamento das aposentadorias. FHC e Lula conseguiram aprovar pontos importantes, de forma paulatina. Tudo de uma vez, incluindo a reforma trabalhista, como quer o governo, é complicado”, avaliou o senador. 
 
Abastecimento 1
O Ministério da Integração Nacional autorizou, nesta quinta-feira, a liberação de R$ 5,2 milhões para restabelecer os serviços de abastecimento de água em regiões atingidas pelo extenso período de seca e estiagem nos Estados de Alagoas e Sergipe. Ao todo, 40 municípios serão atendidos pelas ações. As portarias foram publicadas no Diário Oficial da União.
 
Abastecimento 2
Os recursos destinados ao Estado de Sergipe, no valor de R$ 1,5 milhão, vão custear a Operação Carro-Pipa estadual. A iniciativa atenderá as cidades de Aquidabã, Canhoba, Japoatã, Capela, Cumbe, Nossa Senhora das Dores, Graccho Cardoso, Itabi, Nossa Senhora de Lourdes, Macambira, Moita Bonita, São Miguel do Aleixo, Pedra Mole, Riachão do Dantas, Simão Dias e Tomar do Geru. 

Prova de confiança
Entrevistado nesta quinta-feira no programa Balanço Geral Manhã, da TV Atalaia, o prefeito Edvaldo Nogueira destacou que uma prova da confiança dos aracajuanos em seu governo é o fato de 70% dos contribuintes terem feito o pagamento do Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU) em parcela única, no mês de fevereiro. “Isto me deixou muito satisfeito e é a prova de que o aracajuano acredita no nosso trabalho. Nos últimos anos isso não vinha ocorrendo. Isso representou uma arrecadação de R$ 60 milhões, valor usado integralmente para pagar os salários dos servidores”, destacou.
 
IPTU
Ainda sobre o tema do IPTU, o prefeito lembrou que neste ano o reajuste anual de 30% do tributo, conforme a lei aprovada na gestão passada, já não foi aplicado. “O que ocorreu foi a correção inflacionária de pouco mais de 8%”, frisou. Edvaldo reiterou seu compromisso de revogar a legislação que estabeleceu aumentos progressivos até 2022. “Criamos ainda no primeiro mês do meu governo, conforme me comprometi em campanha, a comissão que está avaliando as medidas legais para revogar o aumento anual de 30%”, informou.

Comentários

comments powered by Disqus