seta anterior

Anterior

Preparado

seta proxima

Próxima

Podemos?

28/06/2017 às 09h04 - Forró Caju 1

Edvaldo Nogueira garantiu Forró Caju para o próximo ano

Ainda rendem muita conversa as justificativas sobre não realização do Forró Caju.

Por: JornaldaCidade.Net

Ainda rendem muita conversa as justificativas sobre não realização do Forró Caju. Ontem, durante o anúncio da licitação para contratação de empresa prestadora do serviço de limpeza pública, o prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB) garantiu que no próximo ano o evento será bem mais reconhecido.

 

Forró Caju 2

 

Para ele, a decisão de não fazer foi uma forma de contenção de despesas. “Todo mundo está vendo aí a dificuldade que temos em pagar os salários dos servidores e os fornecedores. Se eu tivesse feito o Forró Caju, o primeiro problema que ocorresse em Aracaju iria me culpar por isso. Quero aproveitar para lembrar que temos uma dívida do evento de 2015 e 2016 que gira em torno de R$ 2 milhões”, desabafou.

 

Praia Formosa

 

Além da dívida do Forró Caju deixada na gestão passada, de João Alves Filho (DEM), Edvaldo revelou que as obras feitas na 13 de Julho, Calçadão da Praia Formosa, ainda não foram pagas. “A obra feita tem R$ 2,3 milhões para eu pagar. Inclusive, aquele local vai gerar uma despesa extra para a prefeitura, pelo menos, de R$ 200 mil por ano para fazer a dragagem do canal”, contou.

 

André é condenado

 

Um dia após ser citado na denúncia feita pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, o deputado federal e líder do governo do presidente Michel Temer no Congresso Nacional, André Moura, foi condenado hoje por improbidade administrativa pelo juiz Rinaldo Salvino. Segundo a condenação, o ato foi praticado quando André foi prefeito de Pirambu, de 2001 a 2010, por contratar servidores sem concurso público. O juiz condenou à suspensão de direitos políticos por três anos e multa. O processo de número 201072200041 pode ser visto na página do Tribunal de Justiça de Sergipe. O ex-prefeito Juarez, de Pirambu, também foi condenado.

 

Ponto facultativo

 

 

O governador Jackson Barreto decretou ponto facultativo em todas as repartições e órgãos estaduais da administração direta e indireta, na quinta-feira, dia 29 de junho, conforme o decreto estadual de número 30.438, de 27 de dezembro de 2016, em virtude do Dia de São Pedro. Próxima sexta-feira, dia 30, as atividades administrativas ocorrem sem alterações.

 
 

Chapa majoritária

 

Para esta coluna, o deputado federal Fábio Mitidieri (PSD) contou que seu partido vai buscar espaço majoritário para as eleições em 2018. “O partido é grande, muito cortejado e sempre se manteve fiel ao lado do governador Jackson Barreto (PMDB). Mas, óbvio que a gente vai buscar espaço. Já declaramos que o PSD está na chapa majoritária de 2018 e será a prioridade”, disse.
 
 
Senado
 
 
Sobre eleições, Mitidieri voltou a sinalizar que quer disputar vaga para o Senado. “Meu nome está à disposição do partido e do agrupamento. Mas eu entendo que se o governador for para o Senado, me mantenho na disputa para reeleição, sem nenhum problema. Estou novo e posso esperar outras oportunidades”, comentou.
 
 
Pede esclarecimentos 
 
 
Ontem, o deputado estadual Antônio dos Santos (PSC) pediu esclarecimentos do Governo de Sergipe sobre projeto que transfere compras e serviços que atualmente são realizados pela Secretaria de Planejamento do Estado (Seplag) para a Secretaria da Saúde. “É preocupante essa mudança. Segundo a legislação atual desse projeto, além da compra de medicamentos, a Saúde fica responsável pela realização de obras e serviços de engenharia”, questionou.
 
 
O pai
 
 
Vários vereadores de Aracaju divulgaram releases e notas públicas afirmando que haviam solicitado a recuperação da Avenida Euclides Figueiredo – ação já iniciada pela Emurb. Todos querem ser o pai da criança. 
 
 
Foi a Deso
 
 
O prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB) não titubeou em dizer quem é o responsável pela situação precária na Euclides Figueiredo: a Deso. O mesmo acontece em outros pontos da cidade, onde a empresa realiza obras e deixa as ruas cheias de buracos e areia. Quando o recapeamento é feito, após a obra, a pista fica remendada e cheia de altos e baixos. 
 
 
Contra a reforma 
 
 
Em entrevista a uma emissora de rádio da capital, o senador Eduardo Amorim (PSDB) voltou a defender seu voto contrário à reforma trabalhista na Comissão de Assuntos Sociais (CAS) do Senado. O parlamentar reforçou que manterá seu posicionamento em relação à matéria. “Manterei meu voto no Plenário do Senado com relação à reforma trabalhista. Não é justo que o trabalhador brasileiro seja penalizado”, ressaltou o parlamentar. 
 
 
Incentivos 1
 
 
O deputado federal Valadares Filho (PSB) relatou projeto de lei que concede incentivos fiscais para implantação, operação e manutenção de plantas de dessalinização de água marinha na área de atuação da Sudene. Em seu parecer, Valadares Filho destacou que o Nordeste do Brasil vem enfrentando há cinco anos uma seca que já é considerada como a mais longa dos últimos cem anos e não há previsões climatológicas para o retorno de chuvas regulares.
 
 
Incentivos 2
 
 
“Assim, a necessidade de se implementar políticas públicas que venham assegurar o fornecimento de água doce para população da região Nordeste tem se tornado cada vez mais urgente”, disse o deputado. Ele ressaltou que vê nesse projeto uma alternativa para enfrentar o problema da seca. “Precisamos buscar formas para aumentar a oferta de água de boa qualidade para o consumo humano. Só quem vive na região do Nordeste brasileiro sabe o quanto o povo sofre com a falta de água”.
 
 
Abuso 1
 
 
O presidente da OAB de Sergipe, Henri Clay Andrade, propôs ontem, durante sessão do Pleno do Conselho Federal da OAB, em Brasília, que a entidade impetre imediatamente com mandado de segurança contra omissão abusiva do presidente da Câmara dos Deputados, deputado Rodrigo Maia. Há mais de 30 dias o presidente da OAB, Cláudio Lamachia, protocolou na Câmara pedido de impeachment contra o presidente Temer. 
 
 
Abuso 2
 
 
Até agora, o pedido da OAB e outros demais estão na Câmara dos Deputados dormitando no gabinete da Presidência, à espera do mero despacho de recebimento. “A conduta do presidente Rodrigo Maia tem sido indigna e desrespeitosa. É acintosa a sua postura omissiva quanto aos pedidos de impeachment. Trata-se de abuso do poder de lesa pátria, porque ofende os valores e os princípios republicanos e democráticos, contribuindo para agravar a crise política e assolar a credibilidade do Congresso Nacional”, enfatiza Henri Clay Andrade.
 
 
 
 
 
 

Comentários

comments powered by Disqus