seta anterior

Anterior

Preparado

03/07/2017 às 12h10 - Periscópio

Desmentindo 1

O secretário da Ação Social, Zezinho Sobral, desmente as notícias de que a ida do governador Jackson Barreto para o Podemos e de André Moura para o PMDB já esteja definida.

Por: JornaldaCidade.Net

O secretário da Ação Social, Zezinho Sobral, desmente as notícias de que a ida do governador Jackson Barreto para o Podemos e de André Moura para o PMDB já esteja definida. Ele garante que houve apenas um convite e que Jackson sequer confirmou presença no evento nacional do Podemos, que será realizado em Brasília neste sábado, dia 1º. A agenda do governador estaria muito cheia.

 

 

Tamborete não 1

Questionado se a possível chegada de André Moura ao partido gearia uma debandada de lideranças, Zezinho diz que o PMDB em Sergipe é um partido grande, com um deputado federal, quatro deputados estaduais (incluindo presidente e vice da Assembleia), governador e vice-governador, além de prefeitos, vices, vereadores e diversas lideranças. “O PMDB é um partido gigante, não é um tamborete. Jackson recebeu um convite, mas não sairá do partido assim não. Não há definição”, falou o secretário.

 

 

Tamborete não 2

O peemedebista lembrou que em Sergipe nomes como Benedito Figueiredo e João Augusto Gama estão no partido há 35 anos. “O PMDB não pode ser tratado desta forma. E nunca houve uma intervenção da nacional em diretórios estaduais. Jackson ainda não sabe se sairá da sigla, ele apenas recebeu um convite”, continuou. 

 

 

Presidência

Zezinho Sobral só sairá do PMDB para assumir a presidência estadual do Podemos, que hoje é comandado pelo ex-prefeito de Capela, Sukita. “Demos a condição de, se for, é para presidir. É uma condição minha e de mais algumas pessoas, a condição de estar à frente do processo”, confirmou Sobral. 

 

 

Preocupação

O setor financeiro do Governo do Estado está muito preocupado com o mês de julho, que historicamente registra quedas drásticas de repasse do FPE. Para se ter uma ideia, em 2016, no mês de junho, o governo recebeu R$ 279 milhões de FPE. Já no mês de julho (também do ano passado) o valor caiu para R$ 202 milhões, ou seja, uma perda de R$ 77 milhões de um mês para o outro. Esse dinheiro daria para pagar quase 80% do déficit da Previdência de um mês.

 

 

André avalia

Durante entrevista no programa “Jornal da Mix”, com Gilmar Carvalho, realizado na última sexta-feira, o deputado federal André Moura (PSC) analisou a possibilidade de Jackson Barreto sair do PMDB para o Podemos, antigo PTN: “Eu não sei se o governador, que deverá, como vem sendo colocado na mídia, disputar eleição majoritária, irá para um partido que não tem tempo de rádio e TV e nem fundo partidário como o Podemos”.

 

 

Prestigiado no PSC

Ainda no programa, André Moura afirmou já ter recebido convite da executiva nacional do PMDB. “Eu tenho sido muito prestigiado no meu partido, o PSC. Assumi meu mandato de deputado federal em 2011 e em 2012 fui escolhido líder do meu partido por quase quatro anos e essa liderança me deu a visibilidade necessária para que eu pudesse chegar na liderança no Congresso Nacional. Tenho tido uma atenção especial no meu partido”, registrou.

 

 

Prestigiado por Temer 1

André Moura (PSC) avalia que a possibilidade do governador Jackson Barreto mudar de partido não deve ser justificada pela “falta de prestígio” no Governo Federal. “Eu tenho dito que Sergipe, em um ano e um mês, nunca foi tão beneficiado, nem no governo de Fernando Henrique Cardoso, de Lula e nem de Dilma”, defendeu o líder de Michel Temer (PMDB) no Congresso Nacional.

 

 

Prestigiado por Temer 2

“Em um ano temos mais de R$ 400 milhões. Isso nunca foi visto no Estado, nunca na sua história. E eu não estou falando de recursos de outros parlamentares. Estou falando de recursos viabilizados a pedido de Jackson pelo mandato do deputado André Moura. Significa dizer quase um Proinveste em apenas um ano”, destacou. “Tem tido uma atenção especial. Lógico, em uma parceria, pois o governador tem me procurado, o governo tem atendido o Estado sim”, garantiu Moura.

 

 

Grande vitória 1

Em conversa com a coluna, o prefeito Edvaldo Nogueira fez um balanço dos seis primeiros meses da sua gestão, completados neste sábado, 1º. “Eu avalio que diante das dificuldades que herdei, com uma dívida de R$ 540 milhões de curto prazo e mais R$ 300 milhões de médio prazo; com uma grande desestruturação administrativa e os problemas que a cidade enfrentava, as realizações destes primeiros seis meses são uma grande vitória”, definiu.

 

Grande vitória 2

Entre os pontos positivos, o prefeito cita o pagamento em dia dos servidores (“Oito folhas pagas em seis meses, inclusive o pagamento de junho foi antecipado”); a recuperação da credibilidade da PMA junto aos fornecedores; o melhor funcionamento das unidades de saúde, com médicos e remédios; o lançamento do edital da limpeza pública no último dia 27; a criação da comissão de estudos para revogação do aumento de 30% do IPTU; a inauguração de praça no Bairro Olaria e de escola no 17 de Março, além do início das obras no Moema Mary e no Japãozinho.

 

 

Futuro 1

Questionado sobre o que os aracajuanos podem esperar dos próximos três anos e meio da sua gestão, Edvaldo deu a seguinte resposta: “manteremos as prioridades do início do governo, buscando melhorá-las, que são a organização financeira e administrativa da prefeitura; a manutenção da cidade; e os avanços na Saúde”.

 

 

Futuro 2

Continuou o prefeito: “Vamos viabilizar ainda recursos para o recapeamento da cidade, retorno de até 20 obras que estão paralisadas, retomada do Plano de Mobilidade Urbana e a implantação do projeto Cidade Inteligente, Humana e Criativa. Junto à bancada federal, buscaremos a liberação dos R$ 120 milhões da emenda impositiva para obras e serviços em benefício dos aracajuanos”.

 

 

Prêmio Innovare 

A Operação Antidesmonte, resultado de um trabalho conjunto entre o Tribunal de Contas do Estado (TCE), o Ministério Público do Estado (MPE) e a Polícia Civil, para combater a dilapidação do patrimônio público, está concorrendo ao Prêmio Innovare, que visa reunir experiências que contribuam para deixar a Justiça mais eficiente.

Comentários

comments powered by Disqus